A JBS (JBSS3) informou nesta segunda-feira, 13, que assinou acordo para aquisição de 100% do Grupo King's pela sua subsidiária Rigamonti, líder global na produção de bresaola, por US$ 92,5 milhões.

Com a operação, a JBS passa a ter presença nas três maiores regiões da Itália produtoras de especialidades da charcutaria com selos que reconhecem a qualidade e características únicas dos seus produtos.

Em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a empresa detalha que assume quatro fábricas na Itália, além de toda a operação da Principe nos Estados Unidos, que inclui uma planta dedicada ao fatiamento de peças em Nova Jersey.

Presente nos Estados Unidos e em mais de 20 países, o Grupo King's é líder de mercado na produção do Prosciutto di San Daniele D.O.P. e tem atuação relevante na fabricação de Prosciutto di Parma D.O.P.

O negócio abrange ainda a operação comercial de duas marcas históricas, conhecidas pela alta qualidade no mercado de charcutaria italiana.

A marca Kings, fundada em 1907, e que conta com o reconhecimento do governo italiano como "Marca Histórica de Interesse Nacional", e a marca Principe, fundada em 1945.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa

Com essa aquisição, a Rigamonti passa a deter também a participação de 20% da Piggly, primeiro criador de suínos sustentável e 100% livre de antibióticos da Itália, com duas unidades produtivas.

"A aquisição das unidades e das marcas do Grupo King's é estratégica para a expansão da JBS nos Estados Unidos e na Europa, mas também em outras regiões, porque a companhia passa a contar com um portfólio e estrutura de produção e distribuição de especialidades italianas autênticas como prosciutto, bresaola, mortadela, speck e salame com certificação de origem, utilizando técnicas de fabricação e de cura artesanais", destaca a empresa.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa

Segundo a JBS, a aquisição segue o direcionamento estratégico de crescer em produtos de altíssimo valor agregado e coloca a companhia entre os líderes da salumeria italiana, além de alavancar a estratégia comercial nos Estados Unidos.

A empresa lembra que a conclusão da aquisição está sujeita a aprovações regulatórias usuais nesse tipo de transação.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa

Resultado da JBS no Terceiro Trimestre de 2021

O resultado da JBS (JBSS3) no terceiro trimestre de 2021 (3t21), divulgado no dia 10 de outubro, apresentou um lucro líquido de R$ 7,6 bilhões, alta de 142,1% quando comparado com o mesmo período do ano anterior.

O Ebitda da JBS atingiu R$ 13,9 bilhões no 3t21, apresentando crescimento de 74,2% na comparação com o 3t20.

A margem Ebitda da JBS totalizou 15,0% no 3t21, apresentando crescimento de 3,6 ponto percentual na comparação com o 3t20. 

A Margem líquida da JBS atingiu 8,3% no 3t21, apresentando crescimento de 3,8 ponto percentual na comparação com o 3t20.

As ações da JBS (JBSS3) acumulam alta de 6,41% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 74,62% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.