O que é IRPF - Imposto de Renda para Pessoas Físicas

IRPF - Imposto de Renda para Pessoas Físicas é um imposto que incide sobre a renda e os proventos de contribuintes residentes no país ou no exterior e que recebem de fontes no Brasil. Dessa forma, ele é um imposto muito importante na arrecadação da União.

As alíquotas variam conforme a renda, de forma que são isentos de cobrança os contribuintes que ganham abaixo do limite estabelecido para a apresentação obrigatória da declaração anual. Portanto, é importante se atentar a essas especificidades do imposto.

Portanto, todo ano a população que se enquadra na cobrança desse imposto deve prestar contas à Receita Federal. A fim de pagar o imposto necessário e também realizar sua declaração, deixando sua parte fiscal regularizada perante esse órgão.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Características do IRPF - Imposto de Renda para Pessoas Físicas

O IRPF - Imposto de Renda para Pessoas Físicas é um imposto de caráter obrigatório para todos aqueles que:

  • Receberam rendimentos tributáveis, em que a soma anual foi superior a R$28.559,70.
  • Receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, como indenizações trabalhistas, caderneta de poupança ou alguma doação em valor superior a R$40 mil.
  • Obtiveram, em qualquer mês, ganhos na venda de bens ou direitos sujeitos à incidência de Imposto de Renda, como imóveis vendidos com lucro.
  • Realizaram operações em bolsa de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas.
  • Possuíam no ano anterior a propriedade de bens ou direitos, de valor total superior a R$300 mil.

Portanto, aqueles que não se encaixam nessas características, são isentos do pagamento e também da declaração do IRPF - Imposto de Renda para Pessoas Físicas.

Além dessas especificidades sobre quem deve pagar e declarar o IRPF - Imposto de Renda para Pessoas Físicas, existem algumas diferenças nas alíquotas cobradas. Sendo que a tabela da alíquota que incide sobre a renda é a seguinte:

  • Até R$1.903,98 - 0%
  • Entre R$1903,99 e R$2826,65 - 7,5%
  • Entre R$2826,65 e R$3751,05 - 15%
  • Entre R$3751,05 e R$4664,68 - 22,5%
  • Acima de R$4664,68 - 27,5% 

Dessa forma, o IRPF - Imposto de Renda para Pessoas Físicas não tem uma alíquota única. Isso serve para aliviar a parte fiscal daquelas famílias que têm menos renda, com isso, a carga tributária não afeta tanto o poder de compra dessa parte da população.

IRPF - Imposto de Renda para Pessoas Físicas e Investimentos

O IRPF - Imposto de Renda para Pessoas Físicas também é presente na vida dos investidores. Sendo que é necessário realizar a declaração anualmente, para aferir os ganhos e também os tributos  que devem ser pagos.

No caso do investidor ele deve declarar todas as Ações e outros investimentos que possui sob custódia, além de pagar o imposto via DARF que incide sobre o seu lucro. Isso garante que ele não vai ter problemas com a Receita Federal.

Portanto, o investidor deve sempre seguir rigorosamente os processos que envolvem o pagamento e declaração de impostos. Caso necessário, ele pode procurar a ajuda de um profissional para auxiliar nesse momento.

Além disso, ele deve organizar de forma clara todos os seus investimentos e também o lucro que obtém nas movimentações realizadas no mercado financeiro. Isso facilita no pagamento do imposto e também no momento de declarar.

Uma forma é separar as operações comuns daquelas realizadas no day trade e, ainda, manter suas DARFs e notas de corretagem para o controle total na hora de declarar o IR. Isso garante que o investidor não vai confundir o valor que deve pagar sobre cada operação.

Por fim, é necessário entender que essa parte fiscal faz parte da rotina de todo o investidor, já que existem diversos impostos, desde aqueles que incidem sobre seu salário, quanto aqueles impostos que são cobrados no mundo do investimento.