Iridium (IRDM11): Boa Oportunidade a Preços Altos
|

Iridium (IRDM11): Boa Oportunidade a Preços Altos

Veja se o Iridium Recebíveis Imobiliários vale a pena pela oportunidade o preço apresentado.

Por
Atualizado em 20/11/2020

Sabe aquele fundo imobiliário que você gosta muito, que queria muito ter em sua carteira de ativos mas ele está (quase) sempre caro?

Pois é… esse é o Iridium (IRDM11).

Gráfico ágio IRDM11

Dá uma olhada nesse gráfico aqui e veja que não é fácil achar uma brecha para entrar no fundo a preços atrativos.

Desde seu início, o fundo negocia a uma média de 13,6% de ágio sobre o seu valor patrimonial.

Eu não pago isso nem a pau. 

Banner will be placed here

Apesar de gostar do fundo, prefiro ficar de fora e sugiro que você também o faça.

Não caia na armadilha de pagar caro só porque é bom. Se fizer, você aumenta muito a chance de fazer um mau negócio com um bom ativo.

Negócio bom é ativo bom a preço melhor ainda.

Voltemos ao fundo…

Iridium é um FII de papel que compra majoritariamente CRIs e uma parte menor de seu patrimônio em outros FIIs, quase todos de CRIs também.

O fundo tem uma gestão ágil, que gira bastante a carteira de ativos realizando constantemente ganhos de capital importantes.

Sua parcela em FIIs é com objetivo de terceirizar a alocação em CRIs de segmentos que são bastante específicos e demandam um conhecimento muito profundo da gestão.

É o caso de sua participação relevante no fundo HCTR11, que é especializado em multipropriedades. 

Foi essa sua participação tão relevante no HCTR11 que colocou este fundo, até então desconhecido, no radar de muitos investidores. 

Hoje este pequeno notável é um queridinho dos que gostam de fundos mais arrojados.

A sua atuação com FIIs normalmente é via compra no mercado primário, ou seja através das ofertas públicas e venda no mercado secundário, ou seja venda nas negociações que ocorrem na bolsa de valores.

Quais os Melhores FIIs para 2021? Clique Aqui e Receba Dinheiro na Sua Conta Todos Meses.

Durante os meses de março e abril o fundo foi oportunista e comprou FIIs de outras naturezas que apresentavam bons descontos em meio ao pavor instaurado com a pandemia.

A diversificação da carteira do IRDM11 é excelente: seu maior CRI representa apenas 4,6% do seu patrimônio.

O Iridium está em meio a uma nova emissão de cotas, a sua oitava, mais especificamente. 

Suas ofertas historicamente são feitas para se resolverem no direito de preferência, o que privilegia o investidor do próprio fundo.

Na emissão atual, o fundo vai dar o direito de os cotistas subscreverem 0,39 novas cotas para cada cota possuída na data base, que foi em 16 de novembro.

Esse direito não será negociável, ou seja, você precisa subscrever ou ele vira pó.

Se você gosta do fundo e já possuía ele no dia 16, vale muito a pena subscrever essas cotas, inclusive as sobras que virão logo em seguida.

Claro, cuide com o excesso de concentração da sua carteira.

Mas mesmo que seja esse o caso, então subscreva as cotas e venda agora as que você tem.

Pense que subscreverá a R$ 98,24 e poderá vender as cotas ao preço de mercado atual (pelo menos da última vez que vi estava bem acima disso). 

Isso se chama arbitragem.

Viu só? Você está fazendo operações como gente grande!

Mas o mais importante de tudo aqui é o que eu sempre repito: compre bons FIIs a bons preços.

Não abra mão de nem um, nem outro.

Análise de FIIs

Disclaimer: Declaro que as informações contidas neste texto são públicas e que refletem única e exclusivamente a minha visão independente sobre a companhia, sem refletir a opinião do The Capital Advisor ou de seus controladores.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE