O Banco Inter (BIDI11) está lançando uma linha de crédito para a construção de casas em condomínios fechados. Trata-se de um tipo de produto financeiro pouco difundido no mercado.

No caso do Inter, a oferta dos empréstimos poderá ser direcionada aos clientes da Urba, empresa de loteamentos da família Menin, fundadora do banco.

A linha de crédito para construção do Inter terá taxas de juros de 9% ao ano e prazo de pagamento em até 360 meses.

A parcela não pode ser mais do que 30% da renda do consumidor, e o terreno já deve estar quitado, pois será cedido ao banco como garantia pelo empréstimo.

A família Menin pretende explorar ainda mais as modalidades de financiamentos para o setor imobiliário.

Numa segunda versão, esta linha para construção também deverá atender clientes de loteamentos abertos.

Futuramente, o banco cogita lançar uma linha específica para aquisição dos terrenos – demanda antiga das empresas de loteamentos, mas que nunca decolou entre os bancos.

→ Como Ganhar Dinheiro com Imóveis? Veja os 3 Melhores Fundos Imobiliários para Lucrar todos Meses

Competição

Nos últimos anos, o Inter foi agressivo na oferta de portabilidade do crédito imobiliário. Conseguiu atrair clientes de bancos concorrentes sem cobrar taxa de avaliação de imóvel e despesas cartorárias pela transferência da dívida. 

Resultado do Banco Inter no Segundo Trimestre de 2021

O resultado do Banco Inter (BIDI4) no segundo trimestre de 2021 (2t21), divulgado no dia 11 de agosto, apresentou um lucro líquido de R$ 18,2 milhões no 2t21, alta de 579,4% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

As receitas de intermediação financeira do Banco Inter atingiu R$ 423,6 milhões no 2t21, apresentando alta de 103,2% na comparação com o 2t20.

O índice de basiléia do Banco Banco Inter em junho de 2021, totalizou 19,6%, apresentando retração de -8,3 pontos percentuais na comparação com junho de 2020.

As ações do Banco Inter (BIDI11) acumulam queda de 14,90% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 193,86% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo e Abecip.org.