O que é Integração Horizontal

Integração Horizontal é um movimento onde a empresa entra em novos mercados e públicos, essa diversificação portanto, ocorre em diferentes setores ou com produtos que possuem a mesma hierarquia dentro de suas cadeias produtivas. 

A integração horizontal na maioria das vezes inclui a adesão a um novo produto em seu portfólio ou mudanças na parte comercial, que faça com que sua linha de produtos alcance um público novo.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Objetivos da Integração Horizontal

A integração horizontal é um processo que demanda investimento e também mudanças em parte da estrutura produtiva da companhia, pois o produto a ser introduzido na marca pode ter características e especificidades diferentes das que a empresa está acostumada a trabalhar.

Dessa forma, ao se iniciar o processo de integração horizontal, a empresa deve analisar e planejar todo esse processo para que essa integração não atrapalhe ou prejudique a linha de produtos que já está consolidada e tem impacto no resultado da empresa

Entre os benefícios da integração horizontal podemos apontar:

  • Diversificação de seus investimentos, se tornando menos afetada por crises locais ou setoriais
  • Realizar uma integração entre seu portfólio com o intuito de utilizar os conhecimentos de um produto e aplicar em outros produtos
  • Ter vantagens competitivas em relação às empresas do seu setor

Essa forma de integração, se feita com sucesso, passa a expandir o valor e reconhecimento da marca, uma vez que cada vez mais pessoas vão ter acesso à seus produtos, sendo portanto, uma forma de expandir e aumentar a lucratividade dessa companhia.

Importância da Integração Horizontal 

A integração horizontal muitas das vezes é parte fundamental para o crescimento e também reconhecimento de uma marca. Empresas que adotam esse modelo de negócio passam a atingir novos públicos.

Isso traz uma maior segurança para o investidor pois diversifica a receita da empresa. Essa diversificação diminui os riscos caso ocorra alguma crise setorial, já que a empresa tem mais de uma fonte para suas receitas.

Além disso, as empresas melhoram a relação com seus clientes, já que seus produtos se tornam mais comuns na rotina das pessoas.

Todas essas mudanças impactam fundamentalmente a receita das empresas, e devem ser levadas em conta na hora da alocação de ativos.

Já que marcas que se expandem horizontalmente podem ter um aumento na sua receita. Além de lidar melhor com crises e momentos de fragilidade econômica.

Exemplo de Integração Horizontal 

Um dos exemplos mais conhecidos de integração horizontal é a Disney, que está presente em diversos setores. Entre os mais conhecidos estão:

  • Turismo, onde seus parques atraem visitantes do mundo todo
  • Filmes que ano a ano batem recordes de bilheteria e atrai tanto o público infantil quanto o adulto

Além disso, a Disney promove o reconhecimento da sua marca também com a venda de action figures e outros produtos de seus personagens. Isso traz uma maior proximidade ao seu público que passa a consumir diversos produtos de um mesmo filme ou série, por exemplo.

Dessa forma, é possível perceber como essa empresa atinge um público muito amplo, desde crianças que assistem seus filmes e desenhos, até mesmo o público mais adulto que acompanha suas produções a anos.

Essas expansões realizadas de forma horizontal foram fundamentais para que a empresa tomasse as proporções que tem hoje. Sendo uma das marcas mais reconhecidas em todo mundo.

Ou seja, a Disney tem um público muito amplo e sua linha de produtos e serviços é bem extensa. Isso faz com que sua receita seja diversificada entre diversos setores da economia e até mesmo entre diversos países.

Isso torna a Disney mais resiliente e também mais estruturada para enfrentar possíveis crises, uma vez que seus produtos não estão concentrados em apenas um setor. Sendo um exemplo a ser seguido quando se trata de integração horizontal.