Instituições Elevam Estimativa para IPCA Após Aneel
| ,

Instituições Elevam Estimativa para IPCA Após Aneel

A Aneel decidiu na segunda-feira, em reunião, reativar o sistema de bandeiras tarifárias nas contas de luz a partir de dezembro.

Por
Atualizado em 01/12/2020

O mercado financeiro deu início a uma rodada de aumento nas projeções de inflação depois de a Aneel informar que os preços da energia elétrica ficarão mais caros a partir deste mês, com as estimativas para o IPCA indo acima do centro da meta perseguida pelo Banco Central neste ano.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu na segunda-feira, em reunião extraordinária, reativar o sistema de bandeiras tarifárias nas contas de luz a partir de dezembro, estabelecendo para este mês a bandeira vermelha patamar 2, que prevê as condições mais custosas de geração e impõe custos adicionais ao consumidor.

O Itaú Unibanco (ITUB4) informou nesta terça que elevou a 4,3% o prognóstico para a inflação ao consumidor em 2020, incorporando o anúncio da Aneel.

Banner will be placed here

Com isso, o IPCA superaria o centro da meta definida pelo CMN para este ano, de 4%, mas ainda ficaria confortavelmente aquém do teto da banda permitida, que vai de 2,5% a 5,5%.

A previsão do Itaú contempla alta próxima de 0,80% no IPCA de novembro e de 1,2% em dezembro, segundo Julia Passabom, que integra o time de pesquisa macroeconômica do banco, chefiado pelo ex-diretor do BC Mario Mesquita.

“A decisão não era esperada, uma vez que a agência havia anunciado bandeira verde em todos os meses até dezembro, e possui impacto de +0,45 p.p. na leitura de dezembro. Incorporamos também, além do efeito da bandeira, revisão de +0,08 p.p. em outros itens, principalmente na parte de alimentos (tubérculos e proteína)”, afirmou Passabom em relatório.

Onde Investir na Atual Crise Econômica? Baixe Grátis o Relatório “As Melhores Ações para Lucrar na Crise”.

O Itaú vê alta de 2,5% em preços administrados em 2020. Com a bandeira de dezembro, energia elétrica deve subir perto de 10% no ano, conforme a economista.

O banco projeta elevação de 4,9% nos preços livres em 2020, com acréscimo de 17% em alimentação no domicílio, seguindo o choque recente no preço de commodities agrícolas em reais.

Entre os demais preços livres, o departamento econômico do Itaú vê alta de 2,8% em industriais e de 1,8% em serviços e aumento de 2,4% no IPCA-EX3, indicador subjacente de serviços e industriais.

Notícias do Mercado Financeiro

Fonte: Estadão Conteúdo.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE