O que é Inflação implícita

Inflação implícita é a diferença entre a taxa de juros prefixada e a taxa de juros indexada ao IPCA. Essas taxas também são conhecidas como taxa nominal e taxa real de juros e são fundamentais para quem realiza investimentos.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

A inflação implícita é um ponto que o governo deve estar atento, pois com um aumento descontrolado da inflação, sua população perde poder de compra. Isso faz com que a qualidade de vida geral sofra uma piora.

Além disso, acompanhar a inflação implícita é fundamental para o investidor, principalmente para aqueles que investem em renda fixa. Uma vez que a inflação impacta profundamente em seus ganhos e resultados.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Taxa Real e Taxa Nominal

A taxa nominal é a taxa contratada ou declarada em uma operação financeira. Um exemplo, é um banco que oferece aos seus clientes um investimento com rentabilidade de 5% ao ano, essa taxa é chamada de nominal.

A taxa real de juros, por sua vez, será a taxa que realmente irá gerar riqueza ao investidor, pois é a taxa que remunera acima da inflação. Ou seja, deve subtrair a inflação do retorno obtido pelo investidor.

Um exemplo de taxa real de juros: Um investidor aporta seu capital em um fundo com rendimento prefixado de 10% ao ano, ao passar esse tempo ele nota que a inflação no período foi de 4%.

Então, um bem que antes custava R$50,00, passou a custar R$52,00, ou seja, o seu custo de vida aumentou. Além do seu custo de vida, ocorre um aumento geral nos preços, que impactam diversos setores de investimento.

Dessa forma, sua rentabilidade anual não foi de 10%, pois o preço geral dos bens e serviços tiveram um aumento nos preços.

Logo, seu capital teve uma valorização de apenas 6% no período, uma vez que a inflação afeta seu poder de compra e também a força daquela moeda. Portanto, os 10% do fundo de investimento funcionam apenas de forma nominal.

Portanto, é fundamental que o investidor se atente a essa questão, uma vez que sua rentabilidade depende da taxa real. 

Em cenários de alta inflação é possível que essa taxa real seja negativa. Ou seja, a inflação superou a rentabilidade do investidor, sendo assim, ele perdeu dinheiro nesse período, mesmo investindo em renda fixa com uma rentabilidade anual positiva.

Impactos da Inflação

A inflação é ligada a uma queda do poder de compra da população, pois os salários não aumentam na mesma velocidade e proporção que a inflação, fazendo com que as famílias comprem menos bens com sua renda.

Além da queda do poder de compra da população, causado pelo aumento dos preços, a inflação causa outros diversos impactos negativos para um país, sendo portanto, um ponto a se controlar para que a economia funcione de forma saudável.

Um dos impactos é a incerteza econômica do país, os empresários e investidores não se sentem confortáveis em investir, produzir e também comprar. Uma vez que o cenário econômico não se mostra positivo em relação ao futuro.

Esse receio também atinge o exterior, causando a queda nos investimentos internacionais, pois os investidores ficam receosos em aportar dinheiro nesses países. Pois um aumento elevado da inflação pode significar uma fragilidade econômica naquele momento.

A falta de investimento internacional, por sua vez, causa uma desvalorização da moeda, pois, ocorre um grande aumento na exportação.

 Ao mesmo tempo uma diminuição no volume de importação, fazendo com que a moeda local perca valor perante as moedas estrangeiras como o dólar.

Um dos impactos causados por uma alta na inflação também é o aumento da taxa de desemprego, pois as empresas se vêem obrigadas a cortar custos, dado a alta geral dos preços e também a diminuição do consumo das famílias.