O que é Inflação Estrutural

Inflação Estrutural

O que é Inflação Estrutural. Entenda melhor o conceito de Inflação Estrutural e descubra sua importância!

O que é Inflação Estrutural

Inflação Estrutural é o aumento do preço de bens e serviços por conta da precariedade na infraestrutura produtiva. Essa precariedade também pode ser encontrada nos meios de transportes e armazenamento.

Essas condições acabam por elevar o preço dos bens e serviços, uma vez que a empresa tem que investir mais dinheiro para efetuar um serviço de qualidade.

Um exemplo é o mercado, caso as condições do estoque onde é armazenado os alimentos não cumpra as exigências, uma parte dessa mercadoria acaba sofrendo alterações e é descartada pois se torna impróprio para consumo.

Por conta disso, a oferta dos bens é restrita, ocasionando um excesso de demanda, e com isso aumentando o preço dos bens, esse fenômeno passa a se alastrar por toda a cadeia produtiva, impactando a economia em geral.

Banner will be placed here

Impactos da Inflação Estrutural

Com a baixa nas ofertas e o aumento dos preços, ocorre uma queda no poder de compra das famílias, com isso, o consumo dessas famílias cai, afetando também os empresários, já que a demanda pelos seus produtos sofre uma alteração.

Além da queda do poder de compra da população, causado pelo aumento dos preços, a Inflação Estrutural causa outros diversos impactos negativos para um país, sendo portanto, um ponto que merece atenção do Estado.

Um dos impactos é a incerteza econômica do país, os empresários e investidores não se sentem confortáveis em investir, produzir e também comprar, uma vez que o cenário econômico não se mostra positivo para  quem gostaria de empreender.

Esse receio também atinge o exterior, causando a queda nos investimentos internacionais, pois os investidores ficam receosos em aportar dinheiro nesses países, pois um aumento elevado da inflação pode significar uma fragilidade econômica naquele momento.

A falta de investimento internacional, por sua vez, causa uma desvalorização da moeda, pois, ocorre um grande aumento na exportação e ao mesmo tempo uma diminuição no volume de importação, fazendo com que a moeda local perca valor perante as moedas estrangeiras.

Um dos impactos causados por uma alta na inflação também é o aumento da taxa de desemprego, pois as empresas se veem obrigadas a cortar custos, dado a alta geral dos preços e também a diminuição do consumo das famílias.

Devido a importância de se acompanhar a inflação, diversos índices foram criados para acompanhar a alteração de preços de bens e serviços, para assim, identificar quais são as causas da inflação e agir da melhor forma para controlar esse aumento dos preços.

Índices e a Inflação Estrutural

No caso do Brasil, alguns índices com diferentes metodologias acompanham as alterações de preço de bens e serviços, para assim, entender como está a inflação em determinado período de tempo.Alguns dos índices são;

  • IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo)  
  • IGP-M   (Índice Geral de Preços do Mercado)
  • INPC (Índice Nacional de Preço ao Consumidor)

Cada um desses índices tem uma metodologia própria, portanto, o resultado da inflação pode ser diferente entre eles, mesmo que utilize o mesmo período para análise.

 Por fim, alguns desses índices são utilizados para diversos reajustes, como valor de aluguel ou até mesmo salários, com base nas inflação passada, causando alguns impactos na economia, como por exemplo a inércia inflacionária.

Controle da Inflação Estrutural

A inflação estrutural ocorre em ambientes onde as empresas não se sentem incentivadas a fazer melhorias em suas instalações, ou até mesmo quando elas não têm a possibilidade de investir em infraestrutura.

Essas condições são características de um setor econômico frágil e o Estado deve utilizar suas ferramentas monetárias e políticas para que mudanças na infraestrutura produtiva do país sejam feitas.

Com isso, os preços tendem a voltar a normalidade, pois a oferta sofreria um aumento, já que os desperdícios causados pela estrutura precária deixam de existir, maximizando, portanto, a produção local.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE