Índice Preço/Lucro (P/L): Encontre as Ações mais Baratas da Bolsa
|

Índice Preço/Lucro (P/L): Encontre as Ações mais Baratas da Bolsa

Saiba o que é o Índice Preço/Lucro (P/L) e encontre as ações mais baratas da bolsa.

Por
Atualizado em 17/01/2020
Avalie esse texto

O índice Preço/Lucro (P/L) é um dos mais utilizados por analistas e investidores, porque indica a relação entre o Preço de uma Ação e o Lucro da empresa negociada na Bolsa de Valores.

Popular pela sua simplicidade e pela facilidade de cálculo, o P/L indica quanto o mercado financeiro está disposto a pagar pelos lucros de uma empresa.

Para uma empresa com P/L de 18, por exemplo, é possível afirmar que os investidores estão dispostos a comprar um papel da empresa por 18 vezes o seu lucro. 

Considerado um dos principais indicadores fundamentalistas, o Preço/Lucro é usado com frequência pelos investidores que procuram ações baratas, com maior potencial de valorização na bolsa de valores.

Em tese, quanto menor o P/L, maior é o ceticismo do mercado em relação a uma empresa, e maior a possibilidade de valorização caso os investidores estejam subestimando o potencial da empresa.

Mas o indicador Preço/Lucro nunca pode ser utilizado de forma isolada em uma análise. 

Quem faz isso assume um risco enorme, porque ignora uma série de elementos que podem impactar tanto no lucro como no preço das ações.

Neste artigo, você vai entender como calcular o P/L na prática, vai conhecer exemplos reais de ações brasileiras, e também vai compreender as limitações e cuidados que envolvem esse indicador.

Preparado para desvendar de uma vez por todas o índice Preço/Lucro? Leia até o final.

Banner will be placed here

O que é o Índice Preço/Lucro (P/L)

O múltiplo P/L é a divisão entre o Preço/Lucro de uma determinada ação.

De forma simplificada, ele indica quanto os investidores aceitam pagar pelo lucro da companhia.

Em teoria, portanto, o P/L também indica quantos anos são necessários para o investidor recuperar o capital aplicado em uma ação.

Para calcular o P/L, basta obter o valor de mercado da empresa, dividir pelo total de ações no mercado e depois dividir pelo lucro por ação (LPA). 

O resultado dessa equação é um múltiplo Preço/Lucro, também chamado de indicador P/L.

Esse múltiplo é muito utilizado pelos investidores para analisar se uma ação está cara ou barata, como veremos a seguir.

Quais as Melhores Small Caps de 2020? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com a Melhor Small Cap para 2020.

Encontre as Ações Mais Baratas da Bolsa

Ao dar uma ideia instantânea de quanto os investidores aceitam pagar pelos lucros das companhias, o P/L é usado no início das análises para descobrir as ações mais baratas da bolsa.

Em tese, quanto maior o P/L, maior o potencial de crescimento da geração de caixa e do lucro da empresa no médio e longo prazo.

Isso significa que os investidores, e o mercado em geral, estão otimistas quanto ao futuro da empresa. 

Na prática, porém, a empresa vai precisar comprovar essa expectativa para continuar sendo negociada pelos mesmos valores ou múltiplos.

Ou seja: é possível que a ação esteja “cara”.

Diz-se que a ação está “cara” quando ela é negociada a um múltiplo exagerado em relação às perspectivas reais de crescimento da empresa e aos seus pares de mercado.

Seguindo a mesma lógica, quanto menor o P/L de uma empresa, menos o mercado aceita pagar pelos seus lucros.

Ao mesmo tempo em que o P/L baixo pode ser um indicativo de uma empresa sem perspectivas, com gestão incompetente, em um modelo de negócio fracassado, também pode ser um sinal de que o mercado está subestimando o valor da empresa. 

É por isso que o P/L é, muitas vezes, interpretado como um indicador de risco da empresa:

quanto menor, menor é, segundo o mercado, a capacidade de gerar valor ao acionista.

Há investidores que comparam o P/L de empresas de um mesmo setor como um termômetro, para entender quais são as empresas favoritas e quais estão sendo preteridas pelo mercado.

Dessa assimetria, podem nascer excelentes oportunidades – assim como péssimos negócios.

Deu para notar que não existe uma fórmula mágica para interpretar o indicador P/L? 

Compare sempre o Preço/Lucro em relação à média do setor da empresa.

Quais as Melhores Small Caps de 2020? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com a Melhor Small Cap para 2020.

P/L Alto vs P/L Baixo

Para facilitar a sua vida, reunimos, de forma simplificada, as principais conclusões possíveis para diferentes P/L. 

Cabe a você analisar as empresas para descobrir quais afirmações são válidas para cada caso:

Preço/LucroAltoBaixo
Potencial de CrescimentoAltoBaixo 
Indicadores FundamentalistasÓtimosPéssimos
GestãoSólidaQuestionável
Modelo de NegócioLíderUltrapassado
Vantagens CompetitivasSimNão
Preço das AçõesCaroBarato
Estimativa Crescimento da EmpresaSuperestimadaSubestimada

Como Calcular o P/L de uma Ação

Para calcular o Preço/Lucro de uma ação, basta dividir o preço de cada ação pelo lucro por ação.

A fórmula é a seguinte:

P/L = Preço da Ação / Lucro por Ação

Mas como chegar a esse indicador?

O primeiro passo é encontrar o Preço da Ação.

Para isso, você precisa descobrir o valor de mercado da empresa, e dividir pelo número de ações emitidas.

Preço da Ação = Valor de Mercado / Número de Ações Emitidas

Vamos calcular com um exemplo prático? 

Por exemplo, a Petrobras, maior empresa da Bolsa de Valores.

O Valor de Mercado da Petrobras é de aproximadamente R$ 400,5 bilhões.

Já o Número de Ações Emitidas é de aproximadamente 13 bilhões.

Temos, então: Preço da Ação = R$ 400,5 bilhões / 13 bilhões = R$ 30,8

Agora, basta descobrir o valor do Lucro por Ação.

Lucro por Ação = Lucro Líquido / Número de Ações Emitidas

O Lucro Líquido da Petrobras nos últimos 12 meses foi de cerca de R$ 34 bilhões.

Dividindo pelo número de ações, temos: Lucro por Ação = R$ 34 bilhões / 13 bilhões = R$ 2,61.

Com esses números em mãos, é possível descobrir, finalmente, o P/L da Petrobras.

P/L = Preço da Ação (R$ 30,8) / Lucro por Ação (R$ 2,61) 

P/L = 11,8

Achou muito trabalhoso calcular? 

Diversos sites de análise fundamentalista fazem esse trabalho para o investidor, e entregam o P/L já calculado, ao lado de outros indicadores fundamentalistas úteis para a análise.

Quais as Melhores Small Caps de 2020? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com a Melhor Small Cap para 2020.

Exemplos de P/L de Ações na Bolsa de Valores

Agora que você já sabe como calcular o P/L das ações da Bolsa de Valores, vamos elencar os índice Preço/Lucro de algumas das empresas mais conhecidas.

Acompanhe:

EmpresaP/L
Itaú Unibanco (ITUB3)11,42
MRV (MRVE3)12,22
JBS (JBSS3)17,34
Vale (VALE3)20,7
Gerdau (GGBR4)24,13
Ambev (ABEV3)25,79
CVC (CVCB3)26,98
Lojas Renner (LREN3)44,4
Magazine Luiza (MGLU3)92,41

* Preço/Lucro com data de fechamento em 16/01/2020. Fonte: GuiaInvest PRO.

Como Identificar as Ações Mais Caras da Bolsa com o P/L

O primeiro passo para descobrir se uma ação está cara na bolsa usando o P/L é comparar o múltiplo entre empresas do mesmo setor.

Essa separação é importante porque segmentos diferentes têm modelos de negócios distintos, em que a geração de caixa e as margens de lucro diferem, a ponto de inviabilizar uma comparação.

Digamos, por exemplo, que você esteja interessado em empresas de proteína animal

Compare o índice Preço/Lucro das empresas do setor:

EmpresaP/L
JBS (JBSS3)18,73
Excelsior (BAUH4)14,59
Marfrig (MRFG3)3,58
Minerva  (BEEF3)-18,94
BRF Foods (BRFS3)-12,54

* P/L com data de fechamento do dia 16/01/2020. Fonte: GuiaInvest PRO.

Desta comparação, é possível concluir que o mercado aceita pagar mais caro pela JBS, a maior empresa do setor na B3 (Bolsa, Brasil, Balcão) e com o P/L mais alto

As explicações para essa assimetria podem incluir os resultados sólidos da empresa, o market share, o crescimento previsto para os próximos anos, as vantagens competitivas, etc. 

Nesse caso, seria possível afirmar que a JBS é a empresa mais “cara” da bolsa para o setor. 

Gráfico: Histórico de P/L da JBS (JBSS3). Fonte: GuiaInvest PRO.
Gráfico: Histórico de P/L da JBS (JBSS3). Fonte: GuiaInvest PRO.

Esse é um ponto de partida para descobrir se o investimento vale a pena para o longo prazo, mas a análise aprofundada precisa levar em conta dezenas de fatores, porque, sozinho, o P/L pode enganar os investidores.

Ao mesmo tempo em que há empresas que foram superestimadas pelo mercado e não entregaram os resultados projetados, há empresas líderes dos seus segmentos que sempre negociaram a P/L acima da média dos seus concorrentes.

É o caso, por exemplo, da WEG (WEGE3).

Gráfico: Histórico de P/L da WEG (WEGE3)
Gráfico: Histórico de P/L da WEG (WEGE3). Fonte: GuiaInvest PRO.

Já a Marfrig é, pela mesma lógica, a empresa mais subestimada pelos investidores, porque tem o P/L mais baixo

Cabe a você descobrir por que o mercado enxerga menos valor nos lucros da Marfrig do que nos lucros da JBS, para entender se a precificação faz sentido.

Ao mesmo tempo em que essa assimetria pode significar uma boa oportunidade, ela também pode ser um indicativo de uma empresa que não consegue competir com os seus concorrentes. 

Já as empresas de P/L negativo indicam que o patrimônio líquido é negativo.

Isso acontece quando os prejuízos são maiores do que os recursos aportados e os lucros.

Nesse caso, as empresas estão operando com capital de outras fontes, como empréstimos, o que prejudica a comparação do P/L.

Quais as Melhores Small Caps de 2020? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com a Melhor Small Cap para 2020.

Cuidados ao Utilizar o P/L ao Analisar uma Ação

Listamos, a seguir, alguns cuidados que você precisa tomar ao utilizar o P/L para comparar empresas, porque existem fatores que podem distorcer a análise:

  • Empresas de rápido crescimento tendem a operar com P/L elevado;
  • Setores diferentes podem apresentar P/Ls diferentes;
  • Empresas de países diferentes podem apresentar P/Ls diferentes;
  • O lucro das empresas pode ser impactado por uma série de fatores, alguns extraordinários e não recorrentes;
  • Padrões contábeis diferentes adotados pelas empresas podem distorcer a análise.

Conclusão

Agora que você já sabe o que é P/L, como é calculado e como pode ser analisado para comparar empresas, chegou a hora de levar esses conhecimentos para a parte prática.

Como viu, o P/L é um indicador importante, de fácil acesso e bastante popular.

Mas ele deve servir apenas como um ponto de partida para as suas análises.

Nunca tome qualquer tipo de decisão de investimentos com base apenas na comparação entre os P/L das empresas.

O P/L sempre deve ser analisado dentro de um contexto, para evitar distorções.

Ele é mais uma das ferramentas que auxiliam a vida do investidor a investir nas melhores ações da bolsa de valores.

Mas não pode ser a única.

E você, também utiliza o P/L para analisar as ações?

Deixe sua opinião nos comentários sobre esse indicador!

Quais as Melhores Small Caps de 2020? Clique Aqui e Baixe Grátis o Relatório com a Melhor Small Cap para 2020.

Avalie esse texto

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais