As importações brasileiras de carros foram impulsionadas no primeiro trimestre pelas compras de veículos elétricos da China, antes de uma nova rodada de aumento de imposto adotada pelo governo para proteger a produção local.

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

Entre janeiro e março, as importações de carros aumentaram 46,4% em relação ao mesmo período do ano passado, atingindo 1,5 bilhão de dólares, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento.

Só os veículos chineses representaram cerca de 40% do total, com suas importações aumentando 450% em comparação com o mesmo trimestre de 2023.

Essas compras da China que estão impulsionando o aumento das importações de veículos são principalmente de motores elétricos e híbridos”, disse o coordenador geral de estatísticas do ministério, Saulo Castro.

O imposto de importação de veículos eletrificados era zero desde 2015, mas foi aumentado este ano sob o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que apesar de defender a descarbonização do país, alegou necessidade de incentivar o desenvolvimento da cadeia automotiva nacional focada há anos em veículos a combustão.

A importação de veículos 100% elétricos passou a estar sujeita a imposto de 10% desde janeiro.

A tarifa aumentará para 18% em julho, chegando a 35% em julho de 2026.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja a Melhor Empresa para Receber Dividendos.

Já os veículos híbridos começaram o ano com imposto de importação de 15%, que subirá para 25% em julho, atingindo também 35% em julho de 2026.

É natural que os importadores antecipem as importações de veículos diante da perspectiva de encargos mais elevados, disse o diretor de estatísticas do ministério, Herlon Brandão.

"Essa tarifa vai chegar a 35% e as indústrias também estão se instalando no Brasil, então esse crescimento vai se arrefecer em algum momento dado esse cenário," acrescentou.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja a Melhor Empresa para Receber Dividendos.

Marcelo de Godoy, presidente da associação de importadores de veículos Abeifa, também destacou o crescente apetite por esse tipo de veículo no Brasil.

A entrada dos chineses ajuda a suprir essa demanda”, disse ele à Reuters.

As montadoras chinesas BYD e GWM anunciaram uma série de investimentos para a produção local de carros elétricos desde o ano passado.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja a Melhor Empresa para Receber Dividendos.

Segundo a Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE), as vendas de carros eletrificados no Brasil cresceram 145% no primeiro trimestre em relação ao mesmo período do ano anterior, para 36.090 unidades.

A BYD liderou o grupo (14.939), seguida pela GWM (5.735) e Toyota (5.049).

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Fonte: Reuters.