O que é Imobilização de Recursos não Correntes - IRC

Imobilização de Recursos não Correntes (IRC) é um indicador contábil que representa o capital investido pela empresa na aquisição de recursos permanentes (também conhecidos como ativos fixos).

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

A Imobilização de Recursos não Correntes (IRC) é a medida entre o ativo fixo da empresa e os recursos não correntes.

A IRC é também conhecida como Imobilização de Recursos Permanentes (IRP).

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como Funciona a IRC

Através do cálculo da IRC é possível estabelecer o quanto uma empresa possui de capital próprio e capital de terceiros que seja destinado para os ativos fixos.

Em relação aos ativos fixos da empresa, englobam-se ativos de investimentos, ativos imobilizados, ativos intangíveis e ativos diferidos. 

Ativos fixos são diversos, como por exemplo terrenos, máquinas, veículos, instalações, assim como direitos autorais, marcas, patentes, participações em outras empresas através de ações, etc.

O resultado do cálculo da Imobilização de Recursos não Correntes estabelece a medida da proporção entre o ativo fixo da empresa, ou seja, aquilo que a empresa possui de bens e direitos duradouros e esses recursos que não precisam ser liquidados em curto prazo.

Assim, a IRC mostra o quanto a empresa utiliza de seus recursos permanentes para financiar o seu ativo fixo. 

A fórmula da Imobilização de Recursos não Correntes é a seguinte: 

IRC = (Ativos Investimentos + Ativos Imobilizados + Ativos Intangíveis + Ativos Diferidos) (Patrimônio Líquido + Passivo não Circulante)

O resultado gerado pelo cálculo determina o nível de imobilização do capital próprio e do capital de terceiros, sendo desejável estar abaixo de 1, pois isso significa que os recursos não correntes são suficientes para financiar o ativo fixo da empresa. 

Pelo contrário, quanto maior for o resultado perto ou acima de 1 implica-se que os recursos não correntes são insuficientes para financiar o ativo fixo.

Consequentemente isso indica que a empresa usa recursos correntes, isto é, que precisam ser liquidados em curto prazo, para financiar seu ativo fixo, resultando em um desequilíbrio em suas finanças.

Em suma, quanto maior o número, maior será a imobilização da empresa.

IRC e diagnóstico financeiro da empresa

A IRC é uma ferramenta de análise financeira e um dos diversos indicadores contábeis que são utilizados para um melhor diagnóstico da situação financeira da empresa.

Empresas são entidades dinâmicas relacionadas com diversos stakeholders, internos e externos.

Empresas estabelecem relações com clientes, fornecedores, concorrentes, investidores, órgãos jurídicos, órgãos tributários, entre outros.

Nesse cenário, portanto, é fundamental que as empresas possam manter uma vida financeira equilibrada e favorável ao seu crescimento através da estratégia empresarial: pensamento estratégico, planejamento estratégico, liderança estratégica e gerenciamento estratégico.

Isso requer um envolvimento conjunto de todas as áreas administrativas da empresa, ou seja, Marketing, Recursos Humanos, Financeiro, Produção, Pesquisa e Desenvolvimento e eventuais outras áreas, a depender da organização.

A parte contábil, entretanto, é aquela que quantifica o desempenho das práticas adotadas pela empresa e é capaz de apontar se a empresa está crescendo ou não, se está se endividando ou não, etc.

Deste modo, a IRC faz parte de uma acervo de técnicas de contabilidade que são importantes para uma compreensão mais detalhada do andamento financeiro das empresas.

Indicadores Contábeis e Análise Fundamentalista

Como exposto acima, a Imobilização de Recursos não Correntes faz parte de um pacote de indicadores contábeis para uma melhor compreensão da situação financeira da empresa.

As empresas participantes do mercado de capitais, por meio do qual empresas adquirem investidores para desenvolver suas atividades, precisam apresentar transparência e objetividade nos dados fornecidos.

E para os investidores, a análise fundamentalista é uma importante ferramenta para a decisão de se investir ou não em uma empresa, assim como o quanto investir e o quanto esperar de retorno.

Faz parte da análise fundamentalista o cenário econômico-financeiro da empresa, do qual o IRC participa como um importante indicador. 

Nesse sentido, então, conclui-se que há uma relação constante entre indicadores contábeis, análise fundamentalista e a captação de investidores e recursos pelas empresas. 

A Imobilização de Recursos não Correntes é um dos indicativos utilizados nos estudos de análise fundamentalista, que é uma modalidade de análise financeira abrangente que busca determinar o potencial de crescimento de uma empresa para os investidores.