O que é High Frequency Trading

High Frequency Trading é uma negociação de ativos financeiros feita por meio de algoritmos, o que resulta em negociações automáticas e em curtos prazos.

High Frequency Trading é o termo para negociação de alta frequência, muito utilizada na área de tecnologia para automatizar negociações de curta duração, algumas feitas em segundos.

Os algoritmos presentes no High Frequency Trading ou HFT são frequentemente utilizados para investidores que adotam uma posição de trade, se posicionando em um ativo por segundos ou minutos.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como funciona o High Frequency Trading

Conforme citado, o investidor que adota uma estratégia de posição de trade, geralmente, acompanha a bolsa de valores o tempo todo, desde o momento de abertura até seu fechamento.

E é durante todo o período de um dia de operações que se busca a rentabilidade na compra ou venda de um ativo.

A velocidade com que as operações acontecem é um fator limitante, o cérebro humano é incapaz de analisar tantas informações ao mesmo tempo e tomar decisões racionais em curto período.

Para isso, os day traders, investidores que realizam operações no mesmo dia, utilizam os softwares de HFT.

Existem no mercado diversos softwares que oferecem seus serviços de robôs que analisam o mercado financeiro e seus ativos em busca das melhores negociações.

Alguns softwares analisam algoritmos e podem ser personalizados com a finalidade de alcançar a eficiência dos investimentos do usuário, no caso o investidor.

É possível escolher entre as análises fundamentalistas e análises quantitativas e é por meio dessas opções que o algoritmo consegue, em pouco tempo, fazer as análises e realizar as compras ou vendas.

Para os investidores de trade o HFT é uma ferramenta que auxilia no trade de alto volume, alta velocidade e em curto prazo. Uma variação de centavos pode fazer esse tipo de investidor a ter alta rentabilidade.

Vantagem do High Frequency Trading

A maior vantagem de se adotar o HFT é a possibilidade de fazer uma análise rápida e conseguir negociar em alta frequência e com grandes volumes e consequentemente alcançar bons retornos financeiros.

Outra vantagem está no tempo de dedicação exclusiva para análise. Independente se as análises forem fundamentalistas ou qualitativas, essas são feitas em microssegundos por meio de software,  o que demoraria algumas horas ou dias se fossem feitas por um profissional.

A modernização da bolsa de valores facilitou a implementação e a execução dessa estratégia de forma que torna as negociações com grandes volumes e mais rentáveis.

Desvantagem do High Frequency Trading

As maiores desvantagens do HFT está no custo de aquisição do software que pode variar de acordo com as personalizações do investidor.

Além disso, para utilizar o software é necessário o conhecimento das principais análises e implementá-las de acordo com o objetivo a ser alcançado em cada investimento.

Outro ponto a ser observado é o tempo em que as negociações ocorrem, por ser muito rápidas o usuário deve contar com uma boa velocidade de internet, pois qualquer oscilação do sistema pode trazer prejuízos.

Riscos do High Frequency Trading

Ao longo da história recente da bolsa de valores estima-se que mais de 70% das operações financeiras nos EUA foram realizadas por meio do HFT.

E acredita-se que em 2010 a quebra da bolsa de valores dos EUA foi gerada pelo alto volume de negociações em curto período, o que ajudou a ampliar a crise.

Entretanto, o evento da quebra da bolsa teve duração de menos de uma hora, mas provou o grande risco que essa forma de investimento pode causar na economia mundial se não bem aplicado.Além disso acredita-se que o HFT pode facilitar a manipulação ilegal do mercado financeiro.