Uma herdeira austro-alemã, está reunindo um grupo de cidadãos para decidir como ela deve doar grande parte da fortuna que herdou da sua avó.

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

Marlene Engelhorn é descendente de Friedrich Engelhorn, fundador da empresa química e farmacêutica alemã BASF, e herdou cerca de US$ 27,4 milhões quando sua avó,  Traudl Engelhorn-Vechiatto, morreu em setembro de 2022.

Antes mesmo dela falecer, Engelhorn já tinha declarado que queria distribuir cerca de 90% da sua herança.

Agora, ela começa a colocar seu plano de distribuição da fortuna em ação.

Para isso, Engelhorn enviou 10 mil convites a cidadãos austríacos com mais de 16 anos, selecionados aleatoriamente, para participarem no Bom Conselho para a Redistribuição, informou o Daily Mail.

Entre os 10 mil austríacos, serão escolhidos 50 para participar do conselho, além de 15 membros suplentes para casos de desistência.

O grupo deverá se reunir em Salzburgo, na Áustria, de março a junho deste ano, em colaboração com acadêmicos e organizações da sociedade civil.

Lá, os presentes serão convidados a "contribuir com as suas ideias para desenvolvermos conjuntamente soluções no interesse da sociedade como um todo", disse.

Os participantes receberão US$ 1.300 por cada fim de semana frequentado para cuidados infantis e despesas de viagem.

Engelhorn disse que ganhou na "loteria do nascimento" por herdar riqueza sem esforço pessoal e tem defendido impostos mais altos para os ricos . 

"Herdei uma fortuna e, portanto, poder, sem ter feito nada para isso", disse ela. "E o Estado nem quer impostos sobre isso."

A Áustria aboliu o imposto sobre heranças em 2008 e se tornou um dos poucos países europeus a não cobrar essas taxas. Engelhorn considera isso uma injustiça.

Carteira Recomendada? Faça um Diagnóstico Online e Receba uma Carteira Gratuita.

Em agosto de 2022, ela se juntou ao evento Milionários pela Humanidade em Amsterdã, fazendo campanha pelo aumento dos impostos sobre os ricos.

Engelhorn vê a fortuna herdada como uma oportunidade de escrutínio e redistribuição. 

Defensora veemente da tributação dos 1% mais ricos, Engelhorn é cofundadora do Tax Me Now (taxe-me agora, em português), um coletivo de indivíduos ricos em países de língua alemã que aborda a desigualdade extrema resultante de políticas fiscais, em 2021, informou o Washington Post.

“Na Áustria, o 1% mais rico acumula até 50% da riqueza líquida”, disse Engelhorn, informou o Washington Post.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.