Uma pessoa que afirma ser o hacker por trás de um dos maiores roubos de criptomoedas de todos os tempos diz que explorou a vulnerabilidade e atacou a plataforma “para se divertir”.

Mais de US$ 600 milhões em ativos digitais foram roubados no ataque cibernético que teve como alvo uma plataforma de finanças descentralizada chamada Poly Network.

No maior ataque de DeFi até hoje, o hacker roubou ativos das redes Ethereum, Binance Chain e da Polygon Network.

O roubo aconteceu na terça-feira. Na quarta, o hacker começou a devolver os valores. Na manhã de quinta-feira, US$ 342 milhões em ativos já foram devolvidos, de acordo com a Poly Network.

Em uma sessão de perguntas e respostas incorporada a uma transação de moeda digital na quarta-feira, uma pessoa que afirma ser o hacker explicou o motivo: “para se divertir”.

O suposto hacker afirma que o restante dos fundos estão seguros enquanto mantém negociações com a Poly.

Como o invasor declarou sua disposição de devolver os fundos roubados em várias ocasiões, a atitude levantou suspeitas de que poderia ser um 'white hat hack' (Chapéu Branco), no qual os hackers invadem o sistema para mostrar suas falhas de segurança.

“Ao detectar o bug, tive uma sensação confusa”, disse a pessoa. “Pergunte a si mesmo o que fazer se você enfrentou tanta fortuna. Pedindo educadamente à equipe do projeto para que eles possam consertar? Qualquer um poderia ser o traidor dado um bilhão! ”

“Não posso confiar em ninguém!” a pessoa continuou. “A única solução que posso encontrar é salvá-lo em uma conta confiável enquanto me mantenho anônimo e seguro.”

A pessoa também justificou a devolução do dinheiro, alegando: “Esse é sempre o plano! Não estou muito interessado em dinheiro! Eu sei que dói quando as pessoas são atacadas, mas elas não deveriam aprender algo com esses hacks? ”

Tom Robinson, cientista-chefe da empresa de análise de blockchain Elliptic, disse que a pessoa que escreveu as perguntas e respostas foi “definitivamente” o hacker por trás do ataque à Poly Network.

“As mensagens são incorporadas em transações enviadas da conta do hacker”, disse Robinson à CNBC. “Apenas o detentor dos bens roubados poderia tê-los enviado.”

Qual Criptomoeda Comprar Hoje? Baixe Grátis o Relatório da Criptomoeda Promissora para 2022".