O conselho de administração do Grupo Dimed (PNVL3), controladora da rede de farmácias Panvel, aprovou em reunião realizada nesta quarta-feira a precificação de R$ 30 a ação na oferta subsequente de ações ("follow on") com esforços restritos da empresa.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Na oferta primária, inicialmente foram oferecidas 16.000.000 novas ações ON. No total, a Panvel coloca R$ 480 milhões no caixa, de uma oferta de cerca de R$ 1 bilhão. O preço representa um desconto de 4% em relação ao fechamento de ontem, de R$ 31,33.

Melhores Oportunidades do Mercado Financeiro? Veja as 3 Ações com Maior Potencial de Valorização Hoje.

Desde o anúncio da oferta, no último dia 13, os papéis registraram leve queda de 0,22% na B3.

Em uma oferta secundária, foram emitidos 18.557.112 ações de titularidade da Kinea Private Equity IV, da Fundação Petrobras de Seguridade Social (Petros) e dos acionistas vendedores pessoas físicas, movimentando R$ 556,7 milhões.

Nesse caso, a oferta foi acrescida em 7,8% (2.500.000 ações). A companhia, por sua vez, não exerceu a opção de colocação adicional de 3.200.000 novas ações.

Inicialmente, a oferta previa a emissão de um lote adicional de até 18,8%, ou seja, mais 6.000.000 ações ON, sendo 3.200.000 novas ações a serem emitidas pela companhia e 2.800.000 ações de titularidade do Kinea.

A oferta, coordenada pelo Bradesco BBI (coordenador líder), BTG Pactual (BPAC11) e Itaú BBA, além de proporcionar liquidez às ações, permitirá que a companhia faça a migração de suas ações para o Novo Mercado, dando assim um passo em termos de governança corporativa.

De acordo com a companhia, os recursos serão destinados para investimento em novas lojas, recursos de tecnologia da informação e na infraestrutura de logística.

Resultado da Grupo Dimed no Primeiro Trimestre de 2020

O resultado da Dimed (PNVL3) no primeiro trimestre de 2020 (1t20), divulgado no dia 22 de maio, apresentou um lucro líquido de R$ 16,4 milhões, alta de 9,6% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O Ebitda da Dimed atingiu R$ 33,9 milhões no 1t20, apresentando crescimento de 8,2% na comparação com o 1t19.

A margem ebitda foi de 4,6%, uma retração de 0,1 p.p. quando comparado ao 1t19.

Já a margem líquida da Dimed atingiu 2,1% no 1t20, permanecendo estável na comparação com o 1t19.

As ações da Dimed (PNVL3) acumulam queda de 1,97% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 154,66% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.