O que é Gross Exposure

Gross Exposure ou exposição bruta em português, é o termo utilizado para classificar o grau de exposição de risco de uma carteira. É muito utilizado nos portfólios de fundos de investimentos. 

É uma métrica importante para a gestão de riscos de patrimônio. 

O Gross Exposure considera os ativos de posição longa (com expectativa de alta nos preços), os que ativos de posição curta (expectativa de queda do preço) e demais ativos em outras posições.

O Gross Exposure é resultado da divisão da soma dos ativos e o patrimônio líquido multiplicado por 100, ou seja, o Gross Exposure é expresso em porcentagem na maioria dos casos. 

Em um cenário, quanto maior o resultado do Gross Exposure, maior é o risco de perda (ou ganho) em potencial da carteira. 

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como funciona o Gross Exposure

Em um fundo de investimento é comum investir em posições diferentes como a posição longa (long position) e em posições curtas (short position) e o Gross Exposure indicará qual o nível absoluto dos investimentos deste fundo.

Por exemplo, um fundo de investimento A tem R$300 milhões em capital. Implanta R$ 180 milhões em posições longa e R$220 milhões em posições curtas, então o Gross Exposure será: R$ 180 milhões + R$220 milhões = R$300 milhões

Em outras palavras, o Gross Exposure é o montante investido nas mais diversas posições. 

  • Maior que 100%: o fundo está utilizando a alavancagem, ou seja, buscando aumentar o retorno
  • Igual a 100%: o Gross Exposure é igual ao capital
  • Menor que 100%: indica que uma parte da carteira está investida

O Gross Exposure é um fator relevante para as taxas de administração de fundos de investimentos, pois é considerado o potencial de risco de perda (ou ganho) da carteira. 

Outro fator que entra nos cálculos da taxa de administração dos fundos é a exposição ajustada por beta. O cálculo se resume à média ponderada da exposição de uma carteira de investimentos, no qual o peso é definido como o beta de cada título individual.

Diferença entre Gross Exposure e Net Exposure 

Um fundo de investimento pode medir sua exposição líquida, ou seja, net exposure.

O Net exposure é a subtração do valor das posições longas e o valor das posições curtas. 

Por exemplo, um determinado fundo X tem R$ 40 milhões em posições longas e R$10 milhões em posições curtas, dessa forma, seu Net exposure é de R$ 30 milhões (R$ 40 milhões - R$10 milhões = R$30 milhões). 

Net exposure baixo diminui o risco da carteira ser afetada pelas flutuações do mercado, porém não significa um baixo risco, pois o fundo pode ter uma alavancagem, por isso é importante analisar o Gross Exposure.

O Gross Exposure pode indicar qual a porcentagem dos ativos do fundo foi implementada e se a alavancagem está em uso. 

Por exemplo, um fundo X com Net exposure de 20% e um Gross Exposure de 100%, expressa que todo o capital do fundo está investido. 

Outro fundo Z com Net exposure de 20% e o Gross Exposure de 180%, expressa que está em alavancagem, dessa forma, seu nível de risco é maior comparado com o fundo X.

Existem também dois outros cenários que podem ser analisados: 

  • Net exposure igual ao Gross Exposure: indica que o fundo analisado só tem posições longas
  • Net exposure é igual a zero: indica que o valor de posições longas e de posições curtas é equivalente. Essa pode ser considerada uma estratégia neutra de mercado. 

Em geral, as duas métricas, Net exposure e Gross Exposure, podem ser comparadas nos portfólios dos fundos de investimentos. 

Compreender seus aspectos e fatores que as influenciam contribui, então, para a tomada de decisão de investimento.