O que é Governança Corporativa

Governança Corporativa

O que é Governança Corporativa. Entenda melhor o conceito de Governança Corporativa e descubra sua importância!

O que é Governança Corporativa

Governança Corporativa é um termo dado ao conjunto de práticas que dá diretrizes para a administração de uma empresa com o objetivo de se fortalecer e alinhar seus interesses. 

Esse sistema pode ser aplicado para qualquer tipo de empresa, desde pequenas a grandes, e deve ser amplamente difundido dentro da corporação. 

A ideia central da Governança Corporativa é unificar ações, processos, costumes e leis praticados por colaboradores, executivos, diretores, acionistas e stakeholders. 

Banner will be placed here

Princípios da Governança Corporativa

Há quatro princípios básicos da governança corporativa: 

  • Transparência de dados e informações
  • Equidade entre todas as relações da empresa
  • Prestação de Contas 
  • Responsabilidade corporativa em diversos capitais

Diante desses princípios as empresas com governança corporativa se tornaram mais atrativas aos investidores, sendo um parâmetro de análise de retorno financeiro

Vantagens da Governança Corporativa

A governança corporativa permite a conciliação de interesses administrativos e estratégicos de uma empresa. Garante a elaboração e execução de estratégias e processos de forma eficiente e dentro dos parâmetros que a empresa mesma estabeleceu. 

Outras Vantagens são: 

  • Valorização da imagem da companhia
  • Atração de investidores
  • Reduz conflitos de interesse
  • Valorização de mercado

Além de auxiliar na criação de instrumentos de controle, de regras e de padrões das práticas da empresa. Também pode ser um forte aliado na cultura organizacional das organizações. 

Uma empresa com governança forte, exemplos setores públicos e grandes empresas, podem ter funcionários que sofrem com a falta de autonomia em suas tarefas, pois sempre devem se reportar a outra pessoa. 

Ao contrário, uma empresa com governança fraca pode acontecer situações que os diretores e administradores ajam de acordo com seus próprios interesses. Isso ocorre em empresas menores ou sem compreensão da governança.

Nesse contexto, é importante que as empresas encontrem a performance ideal para o seu modo de pensar e agir. 

Aplicando a Governança Corporativa 

A forma mais ágil de aplicar a Governança Corporativa começa na mudança de pensamento dos interessados, na definição de hierarquias, regras e documentação de processos discutidos primeiramente em reuniões do conselho consultivo. 

A criação de um conselho consultivo é um importante passo para iniciar um debate entre as partes interessadas, é o momento de implementação de projetos e de tomar decisões estratégicas do negócio.

Outro momento importante é a adoção de políticas de gestão de riscos e o acompanhamento de projetos de aplicação da governança, seja por meio da auditoria interna ou pela gestão administrativa. 

Boas práticas da Governança Corporativa

De acordo com o Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), instituição que discute e divulga códigos de Governança Corporativa, há medidas de boas práticas essenciais como:

  • Responsabilidade Social
  • Alinhamento de estratégia com objetivos da organização
  • Garantia de integridade ética e cultural da empresa
  • Definição de funções e responsabilidade 
  • Qualificação de diretoria 
  • Desenvolvimento de conselho consultivo de alto impacto
  • Adequação de processos 

Demais medidas podem ser adotadas pelas organizações dependendo de cada caso e do que os conselheiros e interessados julgarem mais relevantes dentro dos seus contextos.

História da Governança Corporativa

Os primeiros registros da ideia de Governança Corporativa se iniciaram no século 20 com a expansão do comércio em níveis globais foi preciso a adaptação das empresas para executar operações mais eficientes. 

No Brasil, a utilização da governança corporativa chegou nos anos de 1990 com a abertura de capital de muitas empresas situadas no país. 

Nesse período, criou-se o Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC) com o objetivo de estabelecer princípios e diretrizes para essa prática

Atualmente a prática é amplamente difundida e implementada em diversas corporações tanto na área pública, privada e no terceiro setor, ou seja, em institutos, fundações e organizações sem fins lucrativos. 

Além de ser uma estratégia de negócio para atrair investidores, stakeholders e colaboradores que se identificam com as práticas da Governança Corporativa.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE