Golpes Financeiros: Como Evitar e Investir com Segurança
|

Fraudes e Golpes Financeiros: Como Evitar e Investir com Segurança

Ofertas irregulares alcançam cada vez mais pessoas. Número de fraudes aumenta durante a pandemia.

Por
Atualizado em 18/02/2021

No desejo de obter bons rendimentos muitos investidores caem em golpes financeiros que envolvem desde a atuação irregular de emissores e intermediários, bem como a oferta de produtos não registrados.

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM), entidade que fiscaliza o mercado de valores mobiliários, recebe um grande número de reclamações de ofertas irregulares que se revelam golpes financeiros.

As fraudes alcançam um número cada vez maior de pessoas, seja pela fácil divulgação pela Internet ou pela vontade da população de poupar, investir e conquistar a independência financeira.

No anseio de ganhos maiores, juntamente com a falta de um grau maior educação financeira, muitos acabam sendo vítimas de golpes financeiros e perdem dinheiro que poderia ser aplicado em investimentos regulamentados.

A pandemia do novo coronavírus afetou a vida financeira de grande parte dos brasileiros.

Junte a isso os sucessivos cortes na taxa básica de juros (Selic) que obrigaram os investidores a buscarem por investimentos mais rentáveis, o número de golpes e fraudes cresceu expressivamente.

Os golpistas se valem da maior exposição digital para oferecer investimentos irregulares como pirâmides financeiras e atuação irregular na gestão de recursos.

Do início do ano até início de agosto, a CVM abriu 213 processos de investigação de atividades irregulares no mercado de capitais.

Os golpes financeiros são mais comuns do que se imagina.

De acordo com levantamento da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), 55% dos brasileiros que afirmaram ter perdido dinheiro em investimentos fraudulentos.

O motivo é quase sempre o mesmo: a busca de altas taxas de rendimento.

No mercado financeiro “não existe almoço grátis”. Não há atalhos.

Portanto, desconfie de oportunidades milagrosas.

Continue a leitura e veja os principais golpes financeiros do mercado e como evitá-los.

Principais irregularidades e golpes financeiros

Os golpes financeiros mais comuns envolvem pirâmides financeiras e até as criptomoedas como disfarces para atrair os investidores.

Além de ofertas não registradas, as irregularidades podem envolver também a atuação irregular de emissores e intermediários, seja em fundos de investimento, em mercado FOREX ou em outros ativos.

O mercado de capitais facilita a captação e recursos pelas companhias abertas, além de oferecer oportunidades de retornos para os investidores.

Para assegurar que os investidores tenham as informações necessárias para decidir pelo investimento, existem órgãos reguladores do mercado.

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) é a entidade responsável por disciplinar, normatizar e fiscalizar o mercado os integrantes do mercado.

Em regra, apenas companhias e outras entidades emissoras registradas à CVM podem ofertar valores mobiliários ao público.

Para garantir a segurança do investidor, a entidade tem as condições e o dever de revisar todas as informações apresentadas, assegurando que elas sejam verdadeiras, e suficientes.

Já as ofertas irregulares não têm nenhum registro junto à CVM e o investidor assume todo o risco da operação, que em sua maioria são fraudulentas.

A fim de informar a população dos golpes financeiros existentes, a CVM informa em seu site os principais golpes e investimentos irregulares apurados em denúncias. São eles:

Pirâmides financeiras 

Esquemas irregulares que “pagam” os membros através de aportes de novos participantes que passam a aderir à base da pirâmide.

A medida que essa expansão avança, ela se torna insustentável e, inevitavelmente, os novos aportes não serão suficientes para pagar todos os compromissos.

Isso levará ao desmoronamento do esquema, gerando perdas para os novos aderentes, já que estes não terão tempo para recuperar o dinheiro aportado.

Embora casos de pirâmides financeiras não sejam de competência da CVM, elas configuram crimes contra a economia popular e, por isso, são comunicados ao Ministério Público.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso”.

Esquemas “Ponzi”

O esquema “Ponzi” também tem seus “lucros” pagos com recursos de novos “investidores”, mas, diferente da pirâmide, a “vítima” não precisa realizar esforços para atrair novas pessoas para o golpe.

Como os recursos são entregues a uma pessoa única pessoa que promete restituir os valores com maior rentabilidade, há uma aparência maior de “investimento”.

Por isso, são normalmente classificados como ofertas públicas de contratos de investimento coletivo e recaem sob competência da CVM.

O esquema “Ponzi” recebeu esse nome em referência ao golpista ítalo-americano que, em 1910, arrecadou recursos de milhares de pessoas prometendo lucros elevados em poucos dias.

Ofertas irregulares de marketing multinível

O marketing multinível por si só é uma forma legal de remunerar quem atua em venda direta ao consumidor.

Nela, o revendedor ganha pela sua venda e também pelas vendas de revendedores que vier a recrutar.

Porém, esta estrutura pode ser usada para mascarar esquemas de pirâmides financeiras.

Para não cair em golpes financeiros preste atenção em pontos como:

  • Exigência de pagamento inicial alto para aderir ao esquema, muitas vezes sem um motivo real, como, por exemplo, um kit de produtos;
  • Atividade que não exige esforço real para a venda de produto/serviço;
  • Promessas de altos ganhos, normalmente em pouco tempo.

Mercado FOREX

O Mercado Forex (Foreign Exchange) é um mercado financeiro de negociação de moedas estrangeiras.

Embora muitas negociações tenham uma finalidade prática, a maior parte das negociações é puramente especulativa.

Existente no exterior, o mercado Forex não é regulamentado pela CVM no Brasil, portanto, não há nenhuma instituição brasileira autorizada a operar.

O investidor no FOREX só pode operar nesse mercado por meio de empresas sediadas em outros países.

Além disso, é proibido captar clientes em território nacional por meio de anúncios publicitários.

Mesmo assim, não é raro encontrar pessoas e instituições oferecendo aplicações ilegalmente de FOREX no Brasil.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso”.

Investimentos falsos em criptoativos

Criptomoedas são ativos virtuais, protegidos por criptografia.

A compra ou venda de moeda virtual, por exemplo, Bitcoin, não é da competência da CVM.

Porém, quando estes criptoativos configuram um contrato de investimento coletivo, a oferta deve ser realizada de acordo com a regulação da CVM.

O grande problema dos criptoativos são empresas mal intencionadas que utilizam desses ativos para aplicar golpes.

Um caso famoso foi o da Unick Forex que utilizava estratégias de marketing multinível e promessa de lucros exorbitantes com baixo investimento inicial para captar dinheiro ilegalmente.

Ligações sobre investimentos “esquecidos”

Nesse tipo de golpe, supostos “escritórios” entram em contato informando a existência de aplicações supostamente esquecidas em nome do investidor e oferece o serviço de “recuperar” o investimento.

No entanto, normalmente o investimento não existe. O objetivo é fazer com que o investidor pague um valor antecipado a título de “corretagem” ou “imposto de renda”.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso”.

Perfil das vítimas

Engana-se quem pensa que as principais vítimas desses golpes financeiros são pessoas humildes, com pouca instrução.

Com uma maior atenção por parte das pessoas para o mundo dos investimentos, o principal foco dos esquemas fraudulentos são pessoas instruídas, com dinheiro, mas pouca informação sobre o mercado financeiro.

Entre as vítimas estão advogados, médicos, funcionários públicos e demais pessoas que com nível superior de formação.

Os golpes financeiros só se sustentam pela falta de educação financeira que ainda atinge grande parte dos brasileiros.

O momento atual coloca os investidores iniciantes em evidência das organizações criminosas.

A desinformação sobre o mercado financeiro combinada com a taxa de juros baixa contribui para o aumento dos golpes, já que os investidores estão procurando ativos de maior risco.

Embora a maior parte entre no mercado regulado de capitais, podemos ver isso com o aumento do número de investidores na B3, uma parte ainda acaba sendo vítima de esquemas fraudulentos.

Somente no ano de 2019 a CVM emitiu 33 alertas de atuação irregular (stop orders), contra 11 no ano anterior.

As denúncias da CVM para os ministérios públicos denunciando possíveis crimes e golpes cresceu 41% de 2018 para 2019.

Esse crescimento acompanha a queda dos juros e a maior procura por investimentos com rentabilidade mais alta.

Durante a quarentena o número de denúncias de fraudes e irregularidades cresceu ainda mais.

Se em 2019 o ano já foi considerado atípico com escândalos como os da Unick Forex, da InDeal e da FX Trading Corp, totalizando 371 investigações abertas.

Somente do início do ano até agora, a CVM já abriu 213 processos de investigação de atividades irregulares.

Se comparado a 2015, o número parcial de 2020 já é sete vezes maior.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso”.

Como evitar ser vítima de golpes financeiros

Cuidados básicos são suficientes para evitar a maioria das denúncias que chegam à CVM.

Seja contra golpes e outras irregularidades ou para um melhor planejamento financeiro e melhores escolhas de investimentos, a educação financeira é a fundamental.

Em seu site, a CVM alerta e informa o público sobre esquemas irregulares, companhias suspensas, inadimplentes ou com registro cancelado.  

Há também um Boletim de Proteção ao Consumidor/Investidor da CVM juntamente com o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (“DPDC”) para orientar sobre os principais cuidados antes de investir.

Veja, a seguir, os principais cuidados para não cair em golpes financeiros e investir com segurança.

1. Eduque-se financeiramente

A educação financeira é fundamental para entender sobre o mercado e adquirir uma visão crítica sobre as opções disponíveis.

Quanto mais se estuda sobre finanças, mais se percebe que não existe dinheiro fácil e que a rentabilidade e risco costumam andar de mãos dadas.

Desconfie de promessas de retornos elevados com baixo risco e baseie sua decisão em questões objetivas.

2. Verifique o ofertante/intermediário

Apenas instituições financeiras autorizadas (bancos, distribuidoras, corretoras, etc) podem oferecer produtos no mercado de valores mobiliários.

Consulte os participantes cadastrados no site da CVM, na Central de Sistemas.

Veja aqui Como descobrir se uma Corretora é confiável.

3. Conheça seu perfil e necessidades

Antes de investir em um produto financeiro, o investidor deve saber se tem o perfil adequado para essa operação e se ela se adequa aos seus objetivos.

Faça o teste de perfil de investidor online.

4. Tenha certeza de que entendeu os riscos e as características do investimento

Não invista em algo que não sabe ou que não consiga, pelo menos, explicar as principais características do investimento escolhido.

Por isso, pesquise, faça perguntas.

Muitos golpistas se valem do seu desconhecimento do investimento em questão para te enganar.

Não decida nada imediatamente, o objetivo dos golpistas ao oferecerem propostas que necessitam de uma decisão imediata é evitar que você reflita um pouco mais e desista.

5. Proteja suas informações e acompanhe suas operações

Não entregue a sua senha a terceiros. Caso contrate algum alguém para administrar sua carteira, verifique se este tem registro junto à CVM.

Sempre acompanhe seus investimentos. Se notar algo de errado, contate a instituição financeira, para esclarecimentos.

Se o problema não foi devidamente esclarecido e corrigido, acione a CVM.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso”.

Conclusão

Existem diversos golpes financeiros, mas eles possuem características comuns: promessa de rentabilidade atraente, curto período de investimento, pouco detalhamento dos riscos e sentido de urgência.

Embora estejam presentes todo o tempo, períodos como o atual trazem um maior número de golpes.

Com a crise do Coronavírus e a Taxa Selic em sua mínima histórica, há uma maior busca de por “oportunidades”.

Apesar da CVM acompanhar de perto o mercado, inclusive propagandas na televisão e na internet de possíveis ofertas irregulares de investimento, parte importante da fiscalização vem da reclamação dos próprios investidores.

O combate a golpes e fraudes financeiras depende não só das fiscalizações com também de educação financeira.

Além de te ajudar a não cair em armadilhas, também o instrui para ter uma vida financeira mais saudável.

Outro cuidado que você deve ter ao investir é diversificar sua carteira.

Nunca coloque todo o seu dinheiro em um único investimento financeiro. Faça uma boa alocação de ativos.

Assim, mesmo que um produto tenha um mau rendimento, os outros podem balancear as perdas, trazendo muito mais segurança para seus investimentos.

Aprenda a investir por conta própria e não caia mais em  golpes financeiros.

Segredo da Riqueza


O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE

3 Melhores Ações para Você Investir Hoje

Relatório revela 3 empresas com enorme potencial de valorização e pagamento de dividendos.

 

Baixe agora mesmo e 

descubra que ações são essas.