Goldman Sachs tem visão otimista para mercado financeiro do Brasil
|

Goldman Sachs tem visão otimista para mercado financeiro do Brasil

Em relatório, estrategistas do Goldman Sachs afirmam que “ações brasileiras são candidatas ideais para uma recuperação”.

Por
Atualizado em 23/05/2020
Avalie esse texto

Em relatório, estrategistas do Goldman Sachs afirmam que “ações brasileiras são candidatas ideais para uma recuperação”.

O banco Goldman Sachs apresentou, na última quarta-feira, 20/05, relatório que apresenta visão otimista para o mercado financeiro brasileiro e a capacidade de recuperação das ações brasileiras após a crise.

Os estrategistas da instituição avaliam que os papeis negociados na bolsa de valores do Brasil deverão ser beneficiados por um possível aumento no preço das commodities, a partir do segundo semestre, bem como pelo apetite para risco dos investidores.

Como Lucrar no Mercado Financeiro Hoje? Baixe Grátis o Relatório “As Melhores Ações para Investir Hoje”.

Recomendação do Goldman Sachs é de posição comprada no Ibovespa

A visão do banco se confirma nas recomendações do relatório aos investidores. O Goldman Sachs recomendou assumir uma posição comprada no índice Ibovespa.

Segundo as previsões dos estrategistas, o índice deve atingir, em apenas três meses, 90.000 pontos. Isso significa uma valorização de, aproximadamente, +9% em relação ao nível atual.

Vale a pena lembrar que, mesmo que essa previsão se concretize e o Ibovespa chegue aos 90.000 pontos, o índice ainda estaria em desvalorização de cerca de -22% em relação ao nível do final de 2019.

Expectativa para o PIB do Brasil vai na direção contrária

Se o Goldman Sachs demonstra uma visão otimista para o mercado financeiro, o PIB do Brasil é uma questão bastante diferente.

De acordo com o Goldman Sachs, a demora na retomada da atividade agrava a crise econômica, já que medidas de isolamento adotadas contra a pandemia de Coronavírus só devem ser flexibilizadas entre junho e julho.

Na terça-feira, 19/05, o banco anunciou uma revisão da previsão do PIB para 2020, que passou de -3,4% para -7,4%. Já para 2021, a previsão é de +4,1%.

Notícias do Mercado Financeiro

Avalie esse texto

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais