O que é Giro de Caixa?

Giro de Caixa é um indicador utilizado para determinar quantas vezes uma empresa consegue renovar o seu caixa dentro do período de 12 meses.

Como Saber a Hora de Entrar e Sair dos Investimentos? GI Wealth faz Gestão para Investimentos Superior a R$ 300 mil.

O indicador ganha ainda mais relevância, quando nós olhamos para empresas que dependem bastante das vendas, como as lojistas e empresas do varejo.

Empresas que possuem margens exprimidas e dependem da grande quantidade de venda para conseguir lucrar, vão acabar olhando o Giro de Caixa com mais atenção.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Giro de Caixa na Prática

Para encontrar o Giro de Caixa, primeiro a empresa precisa encontrar o ciclo financeiro. O ciclo pode ser encontrado por meio da fórmula:

 CCC = DIO + DSO – DPO

Onde DIO é o prazo médio de estoque, DSO é o prazo médio para receber as vendas e DPO é o prazo médio para pagar os fornecedores.

Agora vamos supor que a empresa possui um prazo médio de recebimento das vendas de 90 dias, o estoque tem um prazo médio de 60 dias e os fornecedores, exigem pagamento dentro de 60 dias. Então a fórmula fica assim:

  • CCC = 60+90-60;
  • CCC = 90.

Com o ciclo financeiro, nós podemos encontrar o Giro de Caixa, segue a fórmula:

  • GC = 365/90;
  • GC – 4,05...

Na fórmula, nós dividimos a quantidade de dias do ano pelo valor referente ao ciclo financeiro. O resultado obtido foi de 4,05.

Isso significa que ao longo de um ano, a empresa consegue completar o ciclo do caixa ao menos quatro vezes.

A quantidade aparentemente é interessante, mas deve ser comparada a outros concorrentes para conseguir determinar se o índice está bom ou não.

Por exemplo: se os recebimentos de clientes ocorrem com mais agilidade, ao invés de 90 dias, os recebimentos poderiam ocorrer em 30.

Desse modo o cálculo ficaria assim:

  • CCC = 60+30-60;
  • CCC = 30.

Depois o Giro de Caixa:

  • GC = 365/30;
  • GC = 12,17.

Com um recebimento mais rápido, a empresa consegue movimentar o seu caixa várias vezes mais. 

Se antes o caixa girava pouco mais de quatro vezes, com o recebimento ocorrendo em 30 dias, o caixa vai girar três vezes mais.

Interpretação do Giro de Caixa

Quanto menos o caixa gira, menor é o fluxo financeiro dentro da firma. Quanto maior é o fluxo de caixa, mais dinheiro há girando dentro da companhia.

Desse modo, podemos constatar que o Giro de Caixa em 4,05 é muito pouco comparado a mesma empresa quando o Giro está em 12,17.

O Giro de Caixa elevado vai garantir à empresa um bom lucro, mesmo que as margens sejam espremidas.

Já o Giro baixo não conseguirá gerar bons retornos. Os retornos só virão, caso as margens sejam maiores.

Benefícios do Giro de Caixa

Os benefícios estão baseados nos sinais do indicador. Vamos supor que o empresário que identificou o Giro de Caixa em 4,05, considera que o giro está muito baixo e precisa aumentar o mesmo.

A busca por aumentar o Giro de Caixa pode levar o empresário a reduzir o tempo de recebimento, ou aumentar o prazo de pagamento aos fornecedores.

Lembrando que essa distorção entre os recebimentos e os pagamentos, vai ocasionar um alongamento no Giro.

Esse alongamento pode influenciar no aumento de custos relacionados ao desconto de duplicatas e até empréstimos.

Quando a empresa não consegue manter um fluxo de caixa consistente, a captação de crédito pode se ver necessária e isso vai influenciar diretamente no resultado.