GGRC11: Fundo Imobiliário GGR Copevi Renda Vale a Pena?
| ,

GGRC11: Fundo Imobiliário GGR Copevi Renda Vale a Pena?

Conheça o Fundo Imobiliário GGR Copevi Renda FII (GGRC11): Dividendos, Rentabilidade, Subscrição e Riscos.

Por
Atualizado em 21/05/2020
Avalie esse texto

Após encerrar 2019 com rentabilidade bruta de 18,25%, o fundo imobiliário Copevi Renda (GGRC11) abre captação em 2020 para favorecer continuidade no crescimento. 

O fundo GGRC11 busca crescimento em 2020, com nova emissão e a oferta da vantajosa preferência de compra (subscrição) para seus cotistas. 

A captação de recursos visa o crescimento e aumento da relevância do fundo, que encerrou 2019 com patrimônio de R$ 773 milhões. 

Fundo do tipo tijolo, que direciona seus recursos para imóveis industriais e logísticos, o GGRC11 compra e constrói projetos sob medida para gerar renda com seus aluguéis, valorização e venda. 

Se você busca maneiras eficientes de ampliar seu patrimônio, deve investir nos melhores fundos imobiliários do mercado. Por isso, é essencial conhecer as características do GGRC11. 

Leia até o final e descubra se o fundo imobiliário GGRC11 vale a pena e deve entrar em sua carteira!

Quais os Melhores FIIs para 2020? Clique Aqui e Veja Como Receber Dinheiro Extra Todos Os Meses Do Ano.

O que é GGRC11 FII?

O código GGRC11 identifica o fundo imobiliário GGR Covepi Renda, que teve início em novembro de 2017 e é administrado pela Supernova Capital Gestão de Recursos Ltda, de São Paulo, SP. 

O GGRC11 é um fundo de tijolo, como o fundo XPIN11 ou VISC11

Nessa classe de fundos os investimentos são maiormente destinados a aquisição de imóveis físicos.

Os lucros do fundo são gerados através da valorização, venda e locação deles. 

O fundo tem foco em imóveis comerciais, dos segmentos industriais e logísticos. 

A finalidade é a locação atípica: contratos de aluguel diferenciados.

Assim, a estratégia de gestão admite projetos construídos à medida (built to suit), locação ao proprietário inicial (sale and leaseback) e modernização/customização (retrofit). 

A oferta pública do GGRC11 trouxe a emissão 2,5 milhões de cotas comercializadas a R$ 100 cada uma. Em dezembro de 2019, o patrimônio do fundo alcançava R$ 773 milhões. 

GGRC11 Rendimentos

Em janeiro de 2020, os rendimentos mensais do GGRC11 somaram R$ 1,04 por cota. Isso significa 0,74% sobre o valor da cota. 

Nos seis meses anteriores, os dividendos distribuídos foram de R$ 4,12, o que representa 2,90% do valor de cota atual. O ano fechou com rendimentos à razão de 6,52%. 

Desde o IPO, o retorno chegou a 18,43%, somando R$ 25,08 em dividendos pagos pelo fundo. 

Gráfico dividendos ggrc11
Gráfico dividendos ggrc11. Fonte: Relatório Gerencial.

Quais os Melhores FIIs para 2020? Clique Aqui e Veja Como Receber Dinheiro Extra Todos Os Meses Do Ano.

Rentabilidade GGRC11

Veja abaixo o gráfico da rentabilidade do GGRC11 em dezembro de 2019 e desde suas emissões, comparado com o IFIX (benchmark) e outros indicadores. 

RendimentoDez/192019 (ano)Desde a 3ª emissãoDesde a 2ª emissãoDesde o IPO
Variação Nominal da Cota8,37%11,35%28,71%31,80%50,20%
Rendimentos0,44%6,52%5,98%16,98%25,03%
Rentabilidade Bruta8,85%18,25%35,52%52,78%84,35%
Dividend Yield (% do CDI)139,16%128,96%130,77%149,56%84,35%
IFIX10,63%35,98%32,70%44,49%57,06%
CDI Líquido0,31%5,05%4,57%11,35%16,47%
IPCA1,15%4,29%3,95%8,67%10,16%

A cota não ajustada do fundo encerrou dezembro R$ 150,20, com variação de 8,37% que, somada aos rendimentos distribuídos representou 8,85% no mês e 18,25% no ano de 2019. 

Desde o IPO (2017), a rentabilidade bruta foi de 84,35%, contra os 57,06% do IFIX no mesmo período. 

Resumo da Carteira do GGRC11 

A carteira do GGRC11 é centrada em imóveis industriais e de logística. Em dezembro de 2019, apresentava 17 empreendimentos, distribuídos na seguinte proporção: 

  • Industrial: 60,91%
  • Logístico: 39,09%

Seus locatários são companhias nacionais e multinacionais de distintos segmentos.

Entre eles, estão nomes conhecidos no mercado, como o da cervejaria AMBEV (ABEV3), a têxtil Hering (HGTX3) ou a Suzano Papel e Celulose (SUZB3).

Quantidade e Localização dos Ativos

Em dezembro de 2019, o fundo GGRC11 apresentava 17 imóveis em carteira, localizados nas 5 regiões brasileiras. São eles: 

CEPALGO FILMS

Endereço: Rua Antônio das Chagas 1.657

Cidade: Aparecida de Goiânia – GO

Área Bruta Locável: 10.988,35 m2

JEFER

Endereço: Alameda das Aroeiras, 195

Cidade: Betim – MG

Área Bruta Locável: 21.295,03 m2

CAMARGO CIA DE EMBALAGENS

Endereço: Rua Álvaro Camerin, 51

Cidade: Tietê – SP

Área Bruta Locável: 13.306,13 m2

COPOBRAS 

Endereço: Av. Moita Bonita, 266

Cidade: Guarulhos – SP

Área Bruta Locável: 11.548,00 m2

COPOBRAS 

Endereço: R. Maria Rufino dos Santos Medeiros, 201

Cidade: João Pessoa – PB

Área Bruta Locável: 23.360,00 m2

AETHRA

Endereço: Av. Rui Barbosa, 4563

Cidade: São José dos Pinhais – PR

Área Bruta Locável: 22.120,00 m2

COVOLAN TÊXTIL

Endereço: Avenida Brigadeiro Faria Lima, 1.485

Cidade: Santa Bárbara d’Oeste – SP

Área Bruta Locável: 38.132,00 m2

BTS (em construção)

Cidade: Igarassu – PE

Área Bruta Locável: 114.998,00 m2

NISSEI 

Endereço: Rod. Contorno Norte, 305

Cidade: Colombo – PR

Área Bruta Locável: 15.993,00 m2

AMBEV

Endereço: Rodovia BR 101, KM 117,5 (acesso)

Cidade: Itajaí – SC

Área Bruta Locável: 9.048,00 m2

MOINHO IGUAÇU

Endereço: Rod. BR 467, km 109,3

Cidade: Cascavel – PR

Área Bruta Locável: 6.112,00 m2

MOINHO IGUAÇU

Endereço: Rod. BR 277, 690

Cidade: São Miguel do Iguaçu – PR

Área Bruta Locável: 7,614,00 m2

TODIMO

Endereço: Rod. Palmiro Paes de Barros, 290

Cidade: Cuiabá – MT 

Área Bruta Locável: 23.050,00 m2

HERING/SANTA CRUZ

Endereço: BR 153,3469

Cidade: Anápolis – GO 

Área Bruta Locável: 36.611,00 m2

AMBEV

Endereço: Av. Presidente João Belchior Marques Goulart, 9500

Cidade: Pelotas – RS 

Área Bruta Locável: 9.913,00 m2

SUZANO

Endereço: Av. Maria Luiza Pompeo de Camargo, 333

Cidade: Campinas – SP 

Área Bruta Locável: 28.657,00 m2

Negociação e Liquidez GGRC11

O volume total de negociações do GGRC11 registrado em dezembro de 2019 foi R$ 83 milhões, o que corresponde a uma média diária de aproximadamente R$ 4,1 milhões ao dia. 

Em total, foram negociadas 571.074 cotas no mês. 

O GGRC11 encerrou o ano com a cota a R$ 150,20. 

Na imagem, veja a variação do volume de negociações e do valor de cota em 2019. 

Gráfico volume mensal e valor cota ggrc11
Gráfico volume mensal e valor cota ggrc11. Fonte: Relatório Gerencial.

Riscos do GGRC11

Os principais riscos do GGRC11 são a vacância, a duração do contrato e risco do inquilino. 

Vacância

Inerente ao mercado imobiliário, o risco de vacância trata da possibilidade que um ou mais dos ativos permaneça desocupado. 

Com isso, a renda de aluguéis prevista não é gerada, porém os gastos naturais do empreendimento seguem ocorrendo. Assim, o fundo deve arcar com eles durante o período sem inquilinos. 

Em dezembro de 2019, o fundo imobiliário GGRC11 não apresentava vacância física alguma em seu portfólio.

Prazo do Contrato

Relacionado à vacância, o risco de prazo do contrato consiste na possibilidade de desocupação do imóvel ao final dele. 

No GGRC11, se busca minimizar esse risco com contratos de locação atípico com consistente segurança jurídica e prazo mínimo de 5 anos. A maior parte de seus contratos (43%) vence a partir de 2030. 

gráfico vencimento de contratos do ggrc11.
gráfico vencimento de contratos do ggrc11. Fonte: Relatório Gerencial.

Risco do Inquilino

Outro risco inerente ao mercado de imóveis, o risco do inquilino é a inadimplência. 

Quando isso ocorre, existem gastos com medidas legais que deverão ser cobertos pelo fundo. 

Além disso, há ainda a burocracia do processo e o tempo de demora em regularizar a receita deste imóvel. 

O fundo GGRC11 encerrou dezembro de 2019 totalmente adimplente. 

Quais os Melhores FIIs para 2020? Clique Aqui e Veja Como Receber Dinheiro Extra Todos Os Meses Do Ano.

Dados do GGRC11

Agora que já conhece as características do GGRC11, veja seus dados oficiais. 

  • Razão Social: GGR Covepi Renda FDO INV IMOB – FII 
  • CNPJ: 26.614.291/0001-00
  • Gestor: Supernova Capital
  • Público Alvo: Investidores em Geral
  • Segmento: Logística (mandado de desenvolvimento para renda)
  • Patrimônio Total (12/2019): R$ 773.051.554,49
  • Taxa de Administração: 1,10% a.a. (ao ano)
  • Taxa de Performance: Não há
  • Início do Fundo: abril de 2017
  • Quantidade de Emissões: 3 
  • Número de Cotistas (12/2019): 61.461
  • Número de Cotas do GGRC11: 6.503.028
  • Regulamento do GGRC11;
  • Relatório Gerencial do GGRC11;
  • GGRC11 Site Oficial (RI)

GGRC11 Subscrição

A subscrição é o direito do investidor em manter seu percentual de participação em um fundo imobiliário ante uma nova emissão de cotas. 

Na prática, o fundo emite novas cotas geralmente a um preço mais baixo, e seus cotistas têm a preferência na compra, sempre respeitando o número proporcional às cotas que já possui. 

Não é uma obrigação, mas um direito.

Caso não queira efetivar a compra, não é obrigatório. Inclusive, alguns fundos permitem que você venda esse direito através do home broker da sua corretora de valores.

Em 23 de janeiro de 2020 ocorreu a mais recente oferta de subscrição do GGRC11, com fator de proporção para subscrição de novas cotas equivalente a 0,57562890187.

Esse fator deve ser aplicado sobre o número de cotas que você possuir na data de divulgação do anúncio de início.

Assim, para cada 100 cotas você terá direito a comprar 57 novas cotas ao preço de R$ 112,92 (preço de emissão).

Considerando que a cotação de fechamento no dia 06 de fevereiro a cota estava em R$ 142,11, o investidor que vender seu direito lucraria 25,85% com a diferença de cotação.

Veja as Datas e Prospectos das Emissões de Subscrição do GGRC11:

Dúvidas sobre GGRC11

Separei as dúvidas mais comuns sobre o GGRC11 e as respondo agora.

Como comprar GGRC11?

A compra de cotas dos fundos imobiliários como o GGRC11 é feita através de uma corretora de valores. 

Se ainda não tem sua conta, abri-la é o primeiro passo. 

Transfira o valor que deseja investir para ela e acesse seu Home Broker.

Nele, procure o código deste fundo (GGRC11), selecione a quantidade de cotas e o valor a pagar por elas.

Então, basta enviar a ordem de compra e aguardar a confirmação.

Onde achar o informe de rendimentos do GGRC11?

O informe de rendimentos do GGRC11 é disponibilizado para download pelo site oficial do fundo

Onde achar o relatório gerencial do GGRC11?

Você encontrará o relatório gerencial do GGRC11 em seu site oficial e no site da Bovespa, na página dedicada ao fundo. 

Quais os Melhores FIIs para 2020? Clique Aqui e Veja Como Receber Dinheiro Extra Todos Os Meses Do Ano.

GGRC11 Vale a Pena?

O GGRC11 é um fundo com bons contratos, bons inquilinos e bons imóveis. 

Porém, alguns dos imóveis ficam em localização relativamente “isolada”. Isso pode virar um problema quando os contratos vencerem. 

Neste momento o inquilino terá um poder de barganha muito grande frente ao fundo e poderá exigir descontos relevantes para renovação.

O fundo busca minimizar este fato com novas ofertas públicas para captação de recursos e a compra de outros imóveis melhor localizados.

Concluindo, o GGRC é um fundo que vale a pena ter, mas com uma participação pequena no portfólio.

Lembre-se que, antes de investir em fundos imobiliários é necessário conhecer seu perfil de investidor para fazer uma boa alocação de ativos e se expor a um nível adequado de risco.

Descubra o seu perfil através deste teste online de perfil e receba uma sugestão de ativos para a sua carteira.

Análise de FIIs

Avalie esse texto

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais