Geraldine Weiss se destacou no setor financeiro em uma época em que as mulheres nem cogitavam investir ou trabalhar com investimentos. Com perseverança e muita competência, ela provou que poderia ser uma investidora de sucesso.

Após inúmeras rejeições de empresas de investimentos que zombavam da ideia de contratar mulheres além das funções de secretária, Weiss começou seu próprio boletim informativo, em 1966.

Para evitar mais discriminação de gênero em um mundo dominado pelos homens, passou a assinar seu boletim como "G. Weiss". 

Foi só em meados da década de 1970 que ela revelou sua identidade, após alcançar um histórico de sucesso consistente.

Considerada “a grande dama dos dividendos”, Geraldine Weiss tornou-se uma das maiores especialistas em Dividend Yield.

Com sua estratégia de escolha de ações baseada em valor e orientada para dividendos de empresas blue chips, as recomendações de seu boletim informativo tiveram retornos acima da média, ultrapassando até mesmo resultados de grandes nomes do mercado.

Conheça mais da trajetória dessa investidora de sucesso e sua estratégia vencedora.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso.

Quem é Geraldine Weiss

Geraldine Weiss é co-fundadora da Investment Quality Trends (IQT), uma das newsletters sobre investimentos mais importantes e tradicionais dos Estados Unidos.

Por conta de sua estratégia de investimentos concentrada nos dividendos de uma empresa, ficou conhecida como “A Grande Dama dos Dividendos” e "A Detetive dos Dividendos".

Vida e carreira

Geraldine Weiss nasceu em 16 de março de 1926, na cidade de São Francisco, Califórnia, Estados Unidos.

Interessada pela área financeira desde cedo, ingressou no curso de Administração e Finanças da Universidade da Califórnia em 1945.

Em 1962, Weiss começou a investir e tentou encontrar trabalho como corretora da bolsa ou analista. 

No entanto, não encontrava oportunidade de trabalhar no mercado financeiro, pois as empresas não acreditavam que uma mulher pudesse ter sucesso neste campo. 

Naquela época, o setor financeiro era dominado por homens e as mulheres trabalhavam apenas como secretárias. Porém, Geraldine não desistiu do seu sonho.

Como muitas outras mulheres do seu tempo, só começou a atuar profissionalmente após se casar.

Iniciou sua trajetória na empresa do marido, que se expandiu e teve uma rentabilidade crescente.

Em 1966, aos 40 anos, criou o seu próprio trabalho e fundou o Investment Quality Trends (IQT), um boletim informativo de investimentos. 

Para mascarar seu gênero, passou a assinar somente como "G. Weiss".

Não demorou muito para a newsletter se tornar um sucesso e gerar lucros para seu público fiel.

Apenas em 1977, quando apareceu no popular talk show " Wall Street Week with Louis Rukeyser ", Weiss revelou que era uma mulher.

Embora isso tenha pego de surpresa seus leitores, eles estavam ganhando dinheiro, então não ligaram.

Assim, Geraldine Weiss se tornou a primeira mulher a iniciar um serviço de consultoria de investimento

Por sua abordagem de investimento, ganhou o apelido de "A Grande Dama dos Dividendos". 

Seu trabalho foi publicado em veículos tradicionais na época como Los Angeles Times, Fortune, Barron's e The Wall Street Journal.

Após 36 anos à frente da newsletter, Weiss se aposentou em 2002.

No entanto, aos 95 anos, ainda está envolvida com a estratégia geral de negócios da Investment Quality Trends.

Estratégia de investimentos de Geraldine Weiss

A estratégia de Geraldine Weiss era focada nos dividendos pagos, deixando o lucro da empresa em segundo plano.

Weiss utilizava o dividend yield como uma métrica de valuation para indicar se existe uma forte relação entre a capacidade de uma empresa de pagar dividendos ao longo do tempo e o desempenho da empresa no mercado de ações.

Quando investia, procurava por empresas blue chips que tinham um forte balanço patrimonial, estabilidade, credibilidade no mercado, número alto de investidores. 

Segundo ela, o rendimento de dividendos era a melhor medida de valor. 

Os dividendos resultam dos lucros, portanto, uma tendência de aumento dos dividendos é um indicador de crescimento.

Extremos repetitivos de rendimento de dividendos estabelecem padrões confiáveis ​​de subvalorização e supervalorização.

Com base nessa teoria, estudou uma série de ações e percebeu que "cada uma dessas ações tem seu próprio perfil individual de valor, seus próprios critérios para rendimento de dividendos alto e baixo", disse ela à revista Forbes em 2002. 

Weiss analisava criteriosamente as empresas para encontrar boas oportunidades de dividend yield.

Assim, determinava se elas eram negociadas a um preço abaixo do valor justo, se elas possuíam um dividend yield satisfatório ou se estavam sendo vendidas por um valor muito acima do que realmente valiam.

Weiss também dizia que tudo ocorria por ciclos de supervalorização e baixa valorização. 

Alegava que investidores podiam tirar vantagem desses ciclos, comprando ativos quando estavam sendo vendidos por um preço abaixo do que valiam e vendendo-os quando estivessem supervalorizados.

Geraldine Weiss possuía sete regras de ouro para selecionar ações:

  1. Rendimento de dividendos deve estar subvalorizado em uma base histórica;
  2. Deve ser uma ação de crescimento que gerou dividendos a uma taxa anual composta de pelo menos 10% nos últimos 12 anos;
  3. Empresa negociada a um valor contábil de duas vezes ou menos;
  4. Deve ter uma relação P / L de 20 para 1 ou menos;
  5. Índice de distribuição de dividendos é de 50% ou menos;
  6. A dívida da empresa deve ser de 50% ou menos da capitalização de mercado total;
  7. Deve atender aos seis critérios de blue chip : 1) Os dividendos foram aumentados pelo menos 5 vezes nos últimos 12 anos, (2) tem pelo menos uma classificação "A" da S&P , (3) tem pelo menos 5 milhões de ações em circulação, (4) tem pelo menos 80 investidores institucionais que detêm as ações, (5) tem pelo menos 25 anos de dividendos consistentes, e (6) mostrou melhoria nos lucros pelo menos sete vezes nos últimos 12 anos .

Quando uma ação atende a todos os sete critérios de Weiss, ela é categorizada por Weiss como uma "Compra".

Além disso, a investidora também não era fã da diversificação excessiva. Acreditava que o ideal era ter um portfólio com 10 a 20 ações.

Durante os últimos 30 anos, as recomendações do IQT conseguiram obter cerca de 11,2% de retorno por ano.

Enquanto isso, a maioria dos investidores conseguiam cerca de 3,66%, e o índice S&P 500 tinha um retorno de 6,73%.

Melhores Ações de Dividendos? Baixe o Ranking com Maiores Pagadoras de Dividendos.

Livros de Geraldine Weiss

Além de comandar uma das newsletter mais importantes sobre investimentos, Weiss também se destacou por sua trajetória como escritora.

Seus livros mais conhecidos são "Dividends don’t lie" (1988) e "The dividend connection" (1995).

Dividends Don't Lie: Finding Value in Blue-Chip Stocks 

O livro "Os dividendos não mentem: Encontrando valor em ações da Blue-Chip", em tradução livre, foi escrito por Geraldine Weiss e Janet Lowe e publicado em 1988. 

Em vez de focar nos ciclos de preços, produtos da empresa, estratégia de marketing e outros fatores, as autoras enfatizam os padrões de rendimento de dividendos como meio de avaliar uma ação. 

Em 2010, o famoso livro foi atualizado e intitulado como Dividends Still Don't Lie: The Truth About Investing in Blue Chip Stocks and Winning in Stock Market e publicado por Kelley Wright, editor-gerente da Investment Quality Trends.

The Dividend Connection: How Dividend Create Value in Stock Market 

Em tradução livre, "A conexão de dividendos: como os dividendos criam valor no mercado de ações", foi escrito por Geraldine Weiss e Gregory Weiss e publicado em 1995.

O livro apresenta uma abordagem direta para a seleção de ações e tem como objetivo fornecer aos investidores a autoconfiança para fazerem suas escolhas.

Legado de Geraldine Weiss

Geraldine Weiss foi uma das primeiras mulheres reconhecidas pelo seu trabalho e resultados no mercado financeiro.

Sua newsletter, a IQT, foi por muito tempo considerada uma das maiores fontes para investidores.

Sua estratégia com foco nos dividendos a fizeram uma grande autoridade no assunto.

Até hoje as ações que pagam bons dividendos são recomendadas para se investir.

Saiba como investir em empresas boas pagadoras de dividendos. Baixe agora o ranking com as maiores.

Quer Investir Melhor? Asssista a Palestra Gratuita "Como Ganhar de R$ 5 mil a R$ 20 mil por Mês com Dividendos".