Gafisa (GFSA3) comunicou na segunda-feira (27), que será realizado o protocolo frente ao Conselho Administrativo de Defesa da Concorrência (Cade) para a aquisição da incorporadora de alta renda Bait, uma das condições precedentes necessárias para a conclusão da operação.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Segundo a Gafisa, a operação envolverá uma composição entre ativos imobiliários e um componente em espécie, sendo parte deste com determinados eventos futuros como condição necessária para o desembolso de mais recursos.

Com a conclusão da operação, o atual diretor-presidente da Bait, Henrique Blecher, passará a integrar os quadros diretivos da Gafisa.

A empresa diz ainda que a Bait é referência no mercado carioca de luxo e alto luxo, tendo um crescimento exponencial nos últimos anos, com foco na Zona Sul do Rio de Janeiro, a mais valorizada da cidade.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

“A conclusão desta aquisição marcará não só a concretização do retorno da Gafisa ao relevante mercado carioca, como também se mostrará um importante passo no reposicionamento da Gafisa para o segmento de luxo e altíssimo luxo”, segundo a empresa. 

Resultado da Gafisa no Primeiro Trimestre de 2022

resultado da Gafisa (GFSA3) no primeiro trimestre de 2022 (1t22), divulgado no dia 18 de maio, apresentou um lucro líquido de R$ 119,0 mil no 1T22, baixa de -99,1% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

Ebitda ajustado da Gafisa atingiu R$ 59,9 milhões no 1T22, apresentando crescimento de 212,0% na comparação com o 1T21.

margem Ebitda da Gafisa totalizou 30,7% no 1T22, apresentando crescimento de 19,4 pontos percentuais na comparação com o 1T21. 

margem líquida da Gafisa atingiu 0,1% no 1T22, apresentando baixa de -7,5 pontos percentuais na comparação com o 1T21.

As ações da Gafisa (GFSA3) acumulam queda de 3,94% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 73,76% nos últimos 12 meses.

Fonte: Valor Econômico.