A Gafisa (GFSA3) informou na quarta-feira, 20, através de fato relevante que, em linha com a sua estratégia de investimentos e de crescimento, foi aprovado novo aumento de capital privado, no valor de até R$300,5 milhões.

O preço de emissão de R$ 4,59, foi estipulado com base na cotação em bolsa das ações da Companhia nos últimos 30 pregões.

O valor mínimo deste aumento é de R$ 44,7 milhões e será utilizado para que debênturistas da 15ª emissão de debêntures da Gafisa possam utilizar seus créditos e subscrever ações da companhia, mantendo assim o caixa da Gafisa reforçado para futuras aquisições.

Os demais valores, caso captados serão utilizados principalmente para capitalizar projetos da Gafisa Propriedades, assim como permitir a aquisição de novos empreendimentos e custear novos projetos a taxas menores.

Melhores Oportunidades do Mercado Financeiro? Veja as 3 Ações com Maior Potencial de Valorização Hoje.

Resultado da Gafisa no Primeiro Trimestre de 2021

O resultado da Gafisa (GFSA3) no primeiro trimestre de 2021 (1t21), divulgado no dia 17 de maio, apresentou um lucro líquido atribuído aos controladores de R$ 12,9 milhões no 1T21, uma alta de 150,9% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O Ebitda ajustado da Gafisa atingiu R$ 19,2 milhões no 1T21, versus um prejuízo de R$ 21,4 milhões na comparação com o 1T20.

A Margem Ebitda ajustada da Gafisa totalizou 11,3% no 1T21, apresentando crescimento de 41,1 pontos percentuais na comparação com o 1T20. 

A Margem Líquida da Gafisa atingiu 7,6% no 1T21, apresentando alta de 43,1 pontos percentuais na comparação com o 1T20.

As ações da Gafisa (GFSA3) acumulam queda de 2,97% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 22,77% nos últimos 12 meses.