As doações de Bitcoin (BTC) para o exército ucraniano estão aumentando depois que a Rússia lançou uma ofensiva em larga escala contra a Ucrânia na quinta-feira (24).

Novos dados da empresa de análise de blockchain Elliptic mostram que, em uma janela de 12 horas, cerca de US$ 400.000 em bitcoin foram doados para a Come Back Alive, uma organização não governamental ucraniana que presta apoio às forças armadas.

A nova rodada de doações de criptomoedas capitaliza uma tendência vista nas últimas semanas, na qual doações totalizando centenas de milhares de dólares inundaram ONGs e grupos voluntários ucranianos que trabalham para evitar uma ofensiva russa, de acordo com a Elliptic.

A carteira de bitcoin da organização de caridade recebeu mais de US$ 700.000, sendo que a grande maioria das 600 transações registradas ocorreu em fevereiro.

Somente na quinta-feira a instituição de caridade recebeu cerca de US$ 400.000 em bitcoin.

Ativistas estão usando a criptomoeda para vários propósitos, incluindo equipar o exército ucraniano com equipamentos militares, suprimentos médicos e drones, além de financiar o desenvolvimento de um aplicativo de reconhecimento facial projetado para identificar se alguém é espião russo.

“A criptomoeda está sendo cada vez mais usada para a guerra de crowdfunding, com a aprovação tácita dos governos”, disse Tom Robinson, cientista-chefe da Elliptic, que vende ferramentas de análise de blockchain para bancos e plataformas de criptomoedas

Normalmente, essas organizações recebem fundos de doadores privados por meio de transferências bancárias ou aplicativos de pagamento. 

As criptomoedas como o bitcoin se tornaram mais populares, uma vez que permitem contornar instituições financeiras que podem bloquear pagamentos para a Ucrânia.

Fonte: CNBC

Qual Criptomoeda Comprar Hoje? Baixe Grátis o Relatório da Criptomoeda Promissora para 2022.