O que é FoF (Fundo de Fundos) e como funciona

FoF – Fundo de Fundos

O que é FoF (Fundo de Fundos). Significado, conceito, para que serve e como funciona.

O que é FoF (Fundo de Fundos)?

FoF (Fund of Funds) são fundos de investimento imobiliários (FIIs) que aplicam seus recursos em outros fundos imobiliários.

Em outras palavras, FoFs são fundos que investem em outros fundos.

Esta é uma boa opção para investidores que queiram diversificar suas carteiras, pois com a compra de uma única cota estará adquirindo uma variedade bem maior de outros fundos.

Banner will be placed here

Como funciona um FoF?

Os fundos de fundos são um tipo de aplicação financeira que reúne recursos de um conjunto de investidores, com o objetivo de obter lucro com a compra e venda de títulos de outros fundos imobiliários. 

O principal objetivo desse ativo é atingir uma grande diversificação de uma maneira relativamente simples.

Os FoFs são geridos por gestores que devem alocar os recursos captados em outros fundos imobiliários, não podendo comprar outros ativos que não sejam FIIs.

Estes gestores deverão analisar os FIIs a serem adquiridos pelo fundo e também decidir o momento adequado para vendê-los e realizar o lucro.

Neste caso, os dividendos mensais que os FIIs pagam são derivados dos dividendos que os fundos da carteira do fundo pagam.

Assim, se um FoF tiver, por exemplo, 20 FIIs em sua carteira, os dividendos pagos em cada mês serão representados pelo somatório dos dividendos pagos por cada um destes 20 FIIs.

Outra questão que os investidores devem ter em mente é o valor patrimonial de um FoF.

Aqui o que ocorre é que o valor patrimonial de um FoF é resultante do somatório do valor patrimonial dos fundos que tem em carteira, mais valores guardados em caixa.

Dessa forma, o valor patrimonial do FoF varia de acordo com a variação do valor patrimonial dos FIIs que estão na carteira.

Outra questão para se ter em mente é que, quando o gestor de um FoF vender um FII, o lucro obtido com a operação será utilizado para fazer outros negócios.

Ou seja, não há obrigação de dividir este lucro com os cotistas, exceto em casos estipulados pela regra do fundo.

O reinvestimento dos lucros é muito importante pois essa é uma das maneiras de um FoF crescer e gerar mais valor aos cotistas. 

Por fim, as cotas dos FoFs são negociadas na bolsa de valores, tendo seus preços oscilando de acordo com a oferta e demanda.

Como qualquer FII, um fundo de fundos pode ter preço maior ou menor do que seu valor patrimonial. 

Vantagens de investir em Fundo de Fundos

O investimento em fundo de fundos pode ser uma aplicação muito interessante para qualquer tipo de investidor, tanto os profissionais quanto os iniciantes.

O princípio básico por trás dos FoFs é o de fornecer diversificação.

Dependendo do ativo em que se invista, a aplicação em FoFs pode fazer com que o capital se divida em mais de 20 fundos.

Considerando que uma das razões principais para o investimento em fundos imobiliários seja o recebimento de aluguéis, a compra de cotas de FoFs pode ser muito positiva.

Isso porque, se você possui 20 fundos imobiliários, vai ter uma chance muito menor de ficar sem aluguel caso uma vacância elevada ocorra em algum imóvel ou FII.

A segunda vantagem de investir em um fundo de fundos é a praticidade e economia de custos.

Se o investidor quiser, por exemplo, investir em mais de 20 fundos imobiliários, deverá realizar 20 ordens diferentes de compra.

Neste caso, pode-se economizar tempo e corretagem comprando cotas de apenas um fundo de fundos.

A terceira vantagem do investimento em fundo de fundos é a gestão profissional.

Geralmente os fundos imobiliários contam com apoio dos melhores profissionais da área de análise e gestão imobiliária.

No caso dos FoFs, são estes os profissionais que vão definir em que fundos serão feitos os investimentos.

Além disso, o interessante é que o custo da contratação destes profissionais é dividido entre os diversos cotistas que participam do investimento.

Desvantagens dos FoFs

A principal desvantagem dos fundos de fundos é associado a uma de suas próprias vantagens, que é a gestão feita por terceiros.

Isso porque os gestores são independentes e podem cometer erros, e o investidor não tem nenhum poder de decisão sobre a carteira do fundo.

Além disso, pode ocorrer do fundo mudar o grupo gestor, o que gerará incerteza quanto ao futuro do fundo.

A segunda desvantagem de investir em um FoF são as taxas de administração que são cobradas. 

Os FoFs costumam ter uma taxa de administração atrelada à performance do fundo no mercado.

Embora a taxa não seja pesada para os cotistas individuais, ela pode ser considerável quando comparada com outros fundos imobiliários e também no longo prazo.

Ficou interessado em aprender mais sobre fundos imobiliários e investir nesse tipo de ativo? Temos um artigo completo explicando tudo sobre FIIs bem aqui.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE