Fitch: Drama na Petrobras "não é um bom sinal" para o Brasil
| , ,

Fitch: Drama na Petrobras “não é um bom sinal” para o Brasil

O Ibovespa despencou na segunda-feira, depois de Bolsonaro anunciar a troca na presidência da Petrobras.

Por
Atualizado em 25/02/2021

A troca indicada pelo presidente Jair Bolsonaro no comando da Petrobras (PETR4) não é um bom presságio para a maior economia da América Latina, disse à agência de classificação de riscos Fitch nesta quinta-feira, embora o movimento não represente um impacto imediato para sua nota de crédito.

“Isso não é um bom sinal”, disse a codiretora de Americas Sovereigns da Fitch, Shelly Shetty, durante um webcast. “Isso mostra que o Brasil pode estar propenso a dar um passo à frente e dois para trás.”

Banner will be placed here

O real, o Ibovespa e os títulos brasileiros despencaram na segunda-feira, depois de Bolsonaro anunciar na noite de sexta-feira a indicação do general Joaquim Silva e Luna para a vaga de Roberto Castello na Petrobras, após atritos com o atual CEO relacionados aos preços de combustíveis.

Sobre a possibilidade de a mudança impactar a nota de crédito BB- do Brasil, que já está em alerta de rebaixamento, Shetty disse que “nós queremos ter mais clareza e esperar para ver como a poeira vai baixar.”

“A chave para o rating será o panorama das reformas”, afirmou.

Como ser Sócio dos Melhores Negócios? Baixe Grátis o Relatório “As Melhores Empresas para Investir”.

Resultado da Petrobras no Quarto Trimestre de 2020

O resultado da Petrobras (PETR4) no quarto trimestre de 2020 (4t20), divulgado no dia 24 de fevereiro, apresentou um lucro líquido de R$ 59,9 bilhões, alta de 634,6% em relação ao mesmo período do ano anterior.

O Ebitda ajustado da Petrobras atingiu R$ 47,0 bilhões no 4t20, apresentando crescimento de 28,8% na comparação com o 4t19.

A margem Ebitda ajustada da Petrobras totalizou 63% no 4t20, apresentando crescimento de 18 pontos percentuais na comparação com o 4t19. 

A Margem líquida da Petrobras atingiu 79,9% no 4t20, apresentando crescimento de 69,9 pontos percentuais na comparação com o 4t19.

As ações da Petrobras (PETR4) acumulam queda de 20,89% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 19,66% nos últimos 12 meses.

Notícias do Mercado Financeiro

Fonte: Reuters.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE