O que é FINAME?

O FINAME é uma modalidade de financiamento oferecida pelo BNDES para micro, pequenas e médias empresas. Sua finalidade é facilitar a aquisição de novos bens de produção à tais instituições.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) é uma instituição pública financeira. Esta atua em nosso mercado com a finalidade de possibilitar às empresas uma capitalização de longo prazo.

A sigla deste financiamento representa “Financiamento de Máquinas e Equipamentos". Pois, refere-se a intermediação que a instituição oferece através do empréstimo que fomenta o empreendedorismo no país.

De forma geral, essa linha de crédito é utilizada na compra de bens de capital, tais como veículos e máquinas. Com foco no estímulo à produção nacional e ao sistema econômico local.

O FINAME possui um sistema dividido em diferentes linhas de crédito. Nelas condições específicas são atribuídas a cada cliente e a categoria da aquisição que será feita por ele.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como Funciona o FINAME?

O processo de solicitação do FINAME possui algumas especificações que devem ser atendidas para aprovação da linha de crédito, tais como:

  • A escolha do bem a ser adquirido deve ser feita entre os itens cadastrados no site do BNDES;
  • A procura de uma instituição financeira credenciada, geralmente bancos, deve ser feita em seguida;
  • Somente empresas brasileiras e estrangeiras sediadas no Brasil podem solicitar o FINAME.

A solicitação deve ser feita através de intermediários credenciados ao BNDES, só assim um empresário pode conseguir seu financiamento. Ou seja, é o intermediário financeiro quem encaminha uma solicitação de linha de crédito. 

Em seguida, uma análise será feita pelo BNDES e, caso autorizado, o intermediário fará a solicitação do bem ao fabricante. Para então, ser entregue à empresa que solicitou o financiamento. 

Depois de receber o bem, o banco faz o repasse do valor autorizado pelo FINAME. Para que o intermediário financeiro realize o pagamento para o fabricante.

Já do outro lado, a empresa solicitante deve arcar com todo o valor do empréstimo, incluindo as taxas de juros aplicadas nas parcelas.

Em resumo, todo o processo de compra dos maquinários, equipamentos e veículos necessários segue o seguinte processo:

  1. O comprador escolhe seu equipamento;
  2. A solicitação de financiamento é feita pelo intermediário financeiro;
  3. O intermediário realiza a solicitação do financiamento ao BNDES;
  4. O BNDES autoriza, ou não, esse financiamento;
  5. O intermediário solicita ao fabricante a entrega do equipamento ao comprador;
  6. O repasse do valor financiado é feito para que se possa pagar o fabricante.

Quais as vantagens desse financiamento?

As vantagens que se adquire com o FINAME referem-se ao custo de capital, pois os juros cobrados aparentam ser simbólicos. Quando comparados às taxas praticadas pelos bancos tradicionais.

Outro ponto positivo é o pagamento que é facilitado através de longas parcelas. Essas contam ainda com a tabela SAC, na qual a parcela é reduzida a partir dos pagamentos já realizados.

Dessa maneira, se torna um sistema bastante vantajoso no qual vale a pena apostar.

Quais Linhas de Financiamento que o FINAME Possui?

As linhas de financiamento do FINAME variam de acordo com o tamanho da empresa, oferecendo condições diferentes. Isso porque essa modalidade de crédito do BNDES atende os seguintes público-alvos, de origem brasileira ou aquelas estrangeiras sediadas no país:

  • Órgãos públicos;
  • Fundações;
  • Empresas.

Com um estrutura bastante dinâmica, as principais linhas que o FINAME possui são:

  • Crédito máquinas e veículos direto: essa linha de crédito com taxa mínima de 1,30% a.a. inclui ainda bens de informática sendo exclusiva a negócios que faturam anualmente mais de R$40 milhões;
  • BK Aquisição e Comercialização: a linha com uma taxa de 1,15% a.a. tem como foco veículos, máquinas e equipamentos de grande porte;
  • Energia renovável: com taxa de 0,95% a.a., essa linha é destinado ao financiamento de sistemas de energia natural como, por exemplo, a maremotriz e a solar;
  • BK produção: semelhante a outra linha BK e com a mesma taxa de juros anual, essa modalidade ao invés de uma empresa compradora comum, tem como foco os fabricantes;
  • Máquinas 4.0: outra modalidade específica de financiamento com taxa de 0,95% a.a., focada em máquinas e equipamentos tecnológicos considerados 4.0;
  • Materiais: aqui o FINAME atende a aquisição de bens industrializados com taxa de 1,15% a.a., sem nenhuma exigência em relação ao tamanho do negócio.