O que é FCO – Fluxo de Caixa Operacional e como funciona

FCO – Fluxo de Caixa Operacional

O que é FCO – Fluxo de caixa operacional, para que serve, como funciona e qual a sua importância.

O que é Fluxo de Caixa Operacional?

O fluxo de caixa operacional (FCO) é uma medida da quantidade de caixa gerada pelas operações normais de negócios de uma empresa.

Ele indica se uma empresa pode gerar fluxo de caixa positivo suficiente para manter e expandir suas operações, caso contrário, pode exigir financiamento externo para expansão de capital.

Banner will be placed here

Para que serve e como funciona o FCO?

O fluxo de caixa operacional representa o impacto de caixa da receita líquida de uma empresa de suas atividades de negócios primárias.

Também conhecido como fluxo de caixa das atividades operacionais, é a primeira seção apresentada na demonstração do fluxo de caixa.

Dois métodos de apresentação da seção de fluxo de caixa operacional são aceitáveis ​​de acordo com os princípios contábeis geralmente aceitos (GAAP) – o método indireto ou o método direto.

No entanto, se o método direto for usado, a empresa ainda deve realizar uma reconciliação separada de maneira semelhante ao método indireto.

Usando o método indireto, o lucro líquido é ajustado para o regime de caixa usando mudanças em contas não monetárias, como depreciação, contas a receber e contas a pagar (AP).

Como a maioria das empresas reporta o lucro líquido pelo regime de competência, ele inclui vários itens não monetários, como depreciação e amortização.

O lucro líquido também deve ser ajustado pelas variações nas contas de capital de giro do balanço da empresa.

Por exemplo, um aumento no AR indica que a receita foi obtida e relatada no lucro líquido pelo regime de competência, embora o dinheiro não tenha sido recebido.

Este aumento no AR deve ser subtraído do lucro líquido para encontrar o verdadeiro impacto das transações em dinheiro.

Por outro lado, um aumento no AP indica que as despesas foram incorridas e contabilizadas de acordo com o regime de competência que ainda não foram pagas.

Esse aumento no AP precisaria ser adicionado de volta ao lucro líquido para encontrar o verdadeiro impacto no caixa.

Os fluxos de caixa operacionais concentram-se nas entradas e saídas de caixa relacionadas às principais atividades de negócios da empresa, como venda e compra de estoque, prestação de serviços e pagamento de salários.

Quaisquer transações de investimento e financiamento são excluídas da seção de fluxos de caixa operacionais e relatadas separadamente, como empréstimos, compra de equipamento de capital e pagamentos de dividendos.

O fluxo de caixa operacional pode ser encontrado na demonstração dos fluxos de caixa de uma empresa, que é dividida em fluxos de caixa de operações, investimentos e financiamentos.

Qual a importância do FCO?

Os analistas financeiros às vezes preferem olhar as métricas de fluxo de caixa porque eliminam certas anomalias contábeis.

O fluxo de caixa operacional, especificamente, fornece uma imagem mais clara da realidade atual das operações de negócios.

Por exemplo, registrar uma grande venda fornece um grande impulso para a receita, mas se a empresa está tendo dificuldade em coletar o dinheiro, então não é um verdadeiro benefício econômico para a empresa.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE
[Nova]
[Nova]