A Evergrande enfrenta outro dia decisivo para evitar a inadimplência. A incorporadora chinesa precisa pagar US$ 148 milhões em títulos offshore nesta quarta-feira (10).

Encerra hoje um período de carência de 30 dias para pagamentos de cupons de seus títulos de abril de 2022, 2023 e 2024.

A falta de pagamento resultaria em inadimplência formal da empresa e acionaria provisões de inadimplência cruzada para outros títulos de dólar da Evergrande.

Segundo informações da Reuters, não se sabe exatamente a que horas o período de carência expira na quarta-feira, mas as duas fontes com conhecimento do assunto disseram que alguns detentores de títulos não foram pagos até o final do dia útil asiático. 

Eles não quiseram ser identificados porque não estavam autorizados a falar com a mídia.

Procurada, a empresa não quis comentar, renovando as incertezas sobre a capacidade de administrar a dívida.

Desde que entrou no radar do mercado financeiro global, em setembro deste ano, a endividada incorporadora imobiliária chinesa evitou o calote duas vezes no mês passado, depois de fazer pagamentos de última hora em alguns títulos offshore. 

A Evergrande possui passivos no valor de mais de US$ 300 bilhões, sendo cerca de US$ 20 bilhões devidos a credores estrangeiros. 

A incorporadora imobiliária também tem pagamentos de cupons de juros no valor de US$ 255 milhões, com vencimento em 28 de dezembro, referente a títulos de 2023 e 2025.