Melhores amigas desde a faculdade, elas usaram as mesmas estratégias para se tornarem milionárias aos 30 anos. Hoje, compartilham seus conhecimentos em uma comunidade de finanças pessoais.

Esta é a história de Swati Sehgal e Riddhi Jain, duas amigas que sempre compartilharam experiências e se apoiaram mutuamente no trabalho e nas finanças.

A principal dica delas para se tornar milionário é "se pagar primeiro" para economizar e investir de forma consistente e evitar dívidas caras.

Em entrevista para o Business Insider, as duas contam que se conheceram durante o primeiro ano da faculdade e tornaram-se colegas de quarto no ano seguinte.

Desde então, as melhores amigas começaram a falar abertamente sobre tudo: finanças, objetivos, carreiras e ideias de como poderiam ter sucesso nessas áreas. 

Agora, 10 anos depois, as duas compartilham ainda mais: carreiras corporativas de sucesso, um site de finanças pessoais e o fato de que ambas se tornaram milionárias quando completaram 30 anos.

O resultado veio após anos de hábitos financeiros saudáveis, consistentes e intencionais. 

Sehgal conta que nunca quis viver uma vida onde sentisse que não poderia fazer ou comprar algo que desejasse.

“Eu nunca quis ter uma mentalidade de escassez que eu sinto que pode ser muito difundida quando você está crescendo em uma família de imigrantes”, diz. 

"Isso se traduziu em, 'OK, vou guardar uma parte disso todos os meses e vou acelerar a maneira como posso chegar lá'", disse ela ao Insider. 

Essa mentalidade financeira sustentou quase toda a estratégia compartilhada baseada em "pagar a si mesmo primeiro". 

Agora, depois de atingir o primeiro milhão, elas continuam seguindo algumas práticas consistentes para aumentar ainda mais seus respectivos patrimônios líquidos.

Veja as 4 estratégias que as duas amigas usaram para se tornarem milionárias.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso.

Construir seu fundo de emergência primeiro

Desde seus primeiros salários, elas sempre destinavam primeiro uma parte para economizar ou investir no futuro. 

Essa estratégia de "pagar-se primeiro" é bastante comum em finanças pessoais.

Nela, assim que recebe uma quantia, primeiro você separa uma parte para seu futuro e depois paga o resto.

Ou seja, você faz de seus investimentos uma prioridade ao invés de esperar para ver o que sobra no final do mês. 

Algumas pessoas até pensam nisso como uma conta ou qualquer outra despesa que você "é obrigado" a pagar.

“'Pague-se primeiro' é o nosso ponto-chave que ressalta todo o resto do nosso processo”, diz Sehgal. 

Com base em suas receitas, eles reservaram uma quantia consistente todos os meses que lhes pareceu confortável, levando em consideração seus objetivos e outras despesas. 

No início, quase todo esse dinheiro era destinado à construção de reservas de emergência.

Construir essa reserva foi importante para ambas e também é fundamental para que você não contraia dívidas caras caso algo inesperado aconteça, como perder o emprego, pagar despesas de saúde, conserto de carro, etc. 

“Basicamente, economizei 12 meses e, se algum dia tiver que usá-la, farei com que chegue a esse nível novamente”, diz Sehgal.

Ela mantém o equivalente a seis meses de despesas em uma conta que lhe rende juros e a outra metade investida, já que nunca precisou de mais do que meio ano de economias líquidas de uma só vez.

Eles também aproveitam os bancos digitais que costumam oferecer menores taxas e rendimentos mais altos. 

Investir de forma consistente desde o início de suas carreiras

"Quando comecei a ganhar dinheiro, meu dinheiro para 'pagar a si mesmo primeiro' iria quase inteiramente para um fundo de emergência e uma pequena porcentagem para meus investimentos", explica Sehgal. 

Assim que sua reserva de emergência foi completada com o valor estipulado, todo o dinheiro foi para seus investimentos.

Eles investem principalmente em fundos de índice de baixo custo e uma parte em ações individuais. 

Embora suas contribuições de investimento sejam regulares, elas não se concentram em investir sempre uma quantia específica a cada mês. 

Por exemplo, se uma delas tiver que alocar mais fundos em sua reserva de emergência, elas investem menos enquanto estão completando suas outras economias.

Para elas, a consistência é mais importante do que a quantidade.

As duas amigas reconhecem o poder de investir quando se trata de riqueza de longo prazo e vêem isso como uma ferramenta que acelera o ritmo em que podem atingir seus objetivos.

"À medida que fui ficando mais intencional sobre isso, pensei: 'Não posso acreditar que eles não lhe contem isso quando você está no colégio'", disse Jain ao Insider. 

Por isso, ensine seus filhos sobre educação financeira desde cedo.

Garantir que não contraia dívidas

Depois de se pagarem, elas duas pagam suas contas e outras despesas do dia a dia. 

Para fazer isso da maneira mais direta possível, automatizam todas as suas contas. Isso garante que elas sejam pagas todos os meses e que não gerem nenhum juro por atraso.

“Acho que nós duas tivemos sorte em nos formamos sem dívidas da faculdade”, diz Sehgal. 

Jain acrescenta: "Nossa intenção era não contrair dívidas de cartão de crédito desde o início."

Em vez de abandonar completamente seus cartões de crédito, elas os usam a seu favor.

Elas ficam de olho em novidades e ofertas de cartões de crédito com programa de pontos e outras recompensas para ajudá-las a economizar ainda mais dinheiro. 

Por fim, sempre pagam as faturas integralmente e só compram coisas que teriam comprado de qualquer maneira. 

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso.

Gastar o resto de seu dinheiro sem culpa

Depois de economizar, investir e pagar todas as suas contas, as melhores amigas se orgulham de gastar seu dinheiro sem culpa. 

“Não fazemos um orçamento para todos os dias”, diz Jain. "Nós nos pagamos primeiro, estamos economizando, investindo e nos sentindo confortáveis ​​com esse número, e depois com qualquer outra coisa que possamos gastar intencionalmente com base em nossos valores." 

Por exemplo, Jain gosta de viajar na primeira classe e se hospedar em hotéis de luxo e não se envergonha de fazer isso depois de estabelecer uma base financeira tão sólida

"Não se trata apenas de construir riqueza, é construir riqueza para qualquer vida que você queira viver", observa Sehgal. 

Elas valorizam estratégias financeiras simples, estáveis ​​e consistentes e aumentam sua riqueza sem qualquer movimento extravagante ou extremo. 

Sehgal diz: "Há algumas coisas em minha vida que quero empolgação. Não preciso que minha empolgação venha de quanto meu dinheiro está subindo e descendo."

A história de  Swati Sehgal e Riddhi Jain nos ensina que todos podem ficar milionários com estratégias simples de economia e investimentos.

Comece seu plano financeiro agora mesmo. Baixe grátis o livro digital "Como Investir Começando do Zero" para iniciar sua jornada rumo à independência financeira de forma simples e eficaz.