O que é Equity?

O patrimônio líquido de uma empresa pode ser caracterizado por vários aspectos, um dos quais é o equity.

De modo geral, como sócio, você deve participar do dia a dia da empresa, resolver problemas com fornecedores e funcionários, elaborar novos planos estratégicos e participar de reuniões.

Mas nem sempre está claro que essa relação pode ser mais um investimento financeiro do que um investimento de gestão.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Nesse sentido, para quem está entrando no mercado e planejando expandir seus investimentos, entender o que é um equity é um dos desafios mais esperados.

Portanto, primeiro é preciso lembrar que o equity é um tipo de propriedade, seja uma empresa ou um projeto. Ou seja, é comprar parte do negócio, no qual você terá participação societária e um determinado percentual de lucro.

Como funciona o Equity?

Podemos dizer que o equity ou patrimônio líquido é o resultado da subtração do valor dos ativos menos o valor de todos os passivos da empresa.

Quando a empresa quer comprar mais ativos, ela usa patrimônio. De um modo geral, possui duas fontes principais: recursos aplicados em determinadas aplicações financeiras ou provenientes de lucros acumulados.

Portanto, muitas pessoas consideram o patrimônio líquido como um representante dos ativos livres da empresa, ou seja, se a empresa for liquidada e todos os seus ativos forem usados ​​para pagar os passivos da empresa, então será o valor líquido que os acionistas receberão.

Por isso este é o indicador básico a ser analisado na verificação do balanço da empresa, pois se observarmos que o indicador está em um nível negativo, será um mau sinal.

O modelo mais frequente é o de private equity, onde o investimento passa a ser na aplicação de recursos por empresas que se consolidaram no mercado e prevêem geração de lucros.

Nesse caso, o risco é menor e a atratividade da empresa é mais atrativa para quem pensa em aderir a esse modelo.

O outro é o home equity, e os investidores podem comprar parte do empréstimo.

Nesse modelo, os investidores também podem ajudar a encontrar uma taxa de juros mais baixa e ficar com uma parte desse montante.

Por exemplo, um desses itens que ocorrem com mais frequência é um empréstimo para a compra de um imóvel.

Como são os retornos financeiros de um Equity?

O investimento de equity é um investimento de renda variável, porque o valor de suas ações em qualquer empresa está diretamente relacionado ao desempenho atual e futuro da empresa.

A mesma empresa pode crescer tão rápido que começa a gerar lucros consideráveis.

Nesse caso, os diretores da empresa podem decidir reinvestir os lucros na própria empresa para obter mais crescimento, ou distribuir esses lucros aos proprietários na forma de dividendos.

Se você possui participação acionária em uma empresa, você é um dos proprietários.

Portanto, se o diretor decidir distribuir o lucro, você receberá um percentual do lucro igual ao percentual do seu patrimônio.

Se você possui uma participação de 3% em uma empresa, tem direito a um dividendo de 3% pago pela empresa.

O investimento em equities é uma ferramenta utilizada pelos investidores para tentar obter retornos muito superiores aos dos investimentos em renda fixa.

Um dos aspectos interessantes do equity é que, em teoria, eles oferecem possibilidades ilimitadas de ganhar dinheiro.

Isso porque, teoricamente, não há limite para o quanto a empresa em que você investe pode crescer indefinidamente.

Em inglês, dizemos que o investimento em equities teoricamente tem "unlimited upside", a possibilidade de retornos ilimitados.

Por isso investidores colocam investimentos de equity em seus portfólios, os retornos potencialmente acima da média são muito atrativos.