O que é Endividamento e como funciona

Endividamento

Saiba mais sobre Endividamento, entenda o significado, conceito, para que serve e como funciona.

O que é Endividamento?

O Endividamento pode ser um termo usado tanto para as finanças de uma família, quanto para as finanças de uma empresa ou um país.

Em relação a uma empresa, o endividamento se refere ao seu passivo exigível, ou seja, as dívidas que a empresa tem.

No caso das finanças familiar ou pessoal, também se referem às contas e despesas que precisam ser pagas, e o não pagamento pode levar a uma inadimplência.

Banner will be placed here

Já, o endividamento no caso dos países, se refere a dívida interna e externa que o país possui e sua receita, que vem através das arrecadações de impostos e taxas.

O endividamento pode ser usado para avaliar a saúde financeira de uma empresa ou de um indivíduo, e isso é feito a partir da análise de suas dívidas e suas receitas.

Endividamento e inadimplência são termos distintos, embora muitos ainda confundam. Estar endividado não significa que você esteja inadimplente.

A inadimplência acontece somente quando o pagamento da dívida não é feito no dia acordado.

Devemos dizer que ambos os termos também divergem do significado de insolvência.

A insolvência é um termo frequentemente usado para companhias, e ocorre quando o valor da dívida é maior do que a receita.

Ou seja, mesmo que a empresa queira pagar a dívida ela não consegue, pois seu passivo exigível é muito maior do que seu ativo.

Quando ocorre a insolvência deve-se ficar em alerta, pois é um grave sinal de que a saúde financeira da empresa está em péssimas condições.

Ter um endividamento nem sempre quer dizer que a situação esteja ruim, muitas empresas tomam empréstimos para poder investir.

Esses empréstimos as tornam endividadas, mas o retorno que o investimento terá ajudará a gerar lucros e a pagar o empréstimo solicitado.

Portanto, para avaliar se o endividamento é ruim, outros índices e contextos devem ser analisados.

Como calcular o Endividamento das empresas?

Para que possa ser feito o cálculo do Índice de Endividamento Geral (EG), é preciso do total de ativos e do total de passivos.

Os passivos, tanto os de curto como os de longo prazo, são classificados como capital de terceiros.

A fórmula para o cálculo do índice de endividamento geral é a seguinte:

EG = (capital de terceiros / ativos) x 100

Por exemplo:

  • Ativos totais = R$ 10.000,00
  • Passivos totais = R$ 4.500,00

Temos:

EG = (4.500 / 10.000) x 100

EG = 0,45 x 100

EG = 45%

Como evitar o Endividamento?

Para diminuir as contas e evitar o endividamento é necessário manter uma rotina de controle financeiro junto com algumas atitudes que diminuirão a necessidade de se endividar. São elas:

  • Planejamento:

O planejamento é o passo principal para manter as contas em dia, conseguir manter um planejamento e segui-lo diminuirá muito as chances de um endividamento ruim.

O planejamento ajudará a pensar com mais precisão sobre as finanças, fazendo com que sejam feitos orçamentos e investimentos mais eficientes e rentáveis.

Um bom planejamento auxilia no cálculo das despesas fixas ao longo do tempo e mantém prevenido para as despesas variáveis e emergenciais.

E, com isso, é possível montar um plano estratégico para gerar mais retornos e aplicar melhor os investimentos.

  • Evitar acúmulo de empréstimos:

Cumprindo o passo do planejamento já se torna muito mais fácil se preservar de empréstimos desnecessários.

Evitar empréstimos dispensáveis ajudam a manter as finanças em dia, já que alguns empréstimos têm juros altos, tornando seu custo muito caro.

  • Reduzir os custos:

É necessário sempre observar as despesas, e os processos que estão promovendo tais despesas, para que assim seja possível identificar se é possível diminuir os custos advindos desse processo.

Com isso será possível identificar se é capaz de haver reduções nos custos de tais metodologias.

E, para ajudar em tal redução, deve-se buscar maneiras de diminuir os custos através da otimização dos procedimentos e técnicas utilizadas na empresa.

  • Buscar ajuda profissional:

Os profissionais qualificados e especializados serão capazes de buscar novas formas de redução dos custos, diminuindo assim os endividamentos ruins e desnecessários.

Um bom contador, por exemplo, pode achar saídas fiscais para algumas despesas, assim como um bom administrador ou gerente, que podem mostrar processos mais econômicos.

  • Negociar ou renegociar:

Mesmo que ainda seja necessário buscar alternativas de empréstimos para conseguir pagar as dívidas, sempre busque negociar com seu credor.

Buscar melhores condições e prazos vai ajudar a contornar a situação e te livrar de uma inadimplência.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE
[Nova]
[Nova]