A Embraer (EMBR3), o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) anunciaram a aprovação de um investimento compartilhado de R$ 48 milhões ao longo dos próximos cinco anos em um Centro de Pesquisa em Engenharia (CPE) para a mobilidade aérea do futuro.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Segundo a empresa, a pesquisa inédita no Brasil reunirá representantes da comunidade científica e profissionais da indústria aeronáutica em atividades fundamentadas em três pilares: aviação de baixo carbono, sistemas autônomos e manufatura avançada.

A iniciativa, destaca, cria um ambiente favorável para a disseminação do conhecimento, formação de recursos humanos altamente qualificados e a produção de publicações científicas de alto impacto.

"Estamos muito entusiasmados com a aprovação do Centro de Pesquisa em Engenharia voltado à mobilidade aérea do futuro, em parceria com o ITA e a Fapesp", comemora Luís Carlos Affonso, vice-presidente de Engenharia, Desenvolvimento Tecnológico e Estratégia Corporativa da Embraer.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Para o presidente da Fapesp, Marco Antonio Zago, a parceria oferecerá respostas para um dos grandes desafios a serem enfrentados pela pesquisa nos próximos anos: a transição para uma economia de baixo carbono associada à manufatura avançada.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Resultado da Embraer no Primeiro Trimestre de 2022

resultado da Embraer (EMBR3) no primeiro trimestre de 2022 (1t22), divulgado no 29 de abril, apresentou um prejuízo de R$ 165,2 milhões no 1T22, uma redução no prejuízo de -66,3% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

Ebitda da Embraer atingiu um prejuízo de R$ 1,1 milhão no 1T22, apresentando queda de -101,3% na comparação com o 1T21.

margem Ebitda da Embraer totalizou 0,0% no 1T22, apresentando queda de -1,8 ponto percentual na comparação com o 1T21. 

margem líquida da Embraer atingiu -5,4% no 1T22, apresentando crescimento de 5,7 pontos percentuais na comparação com o 1T21.

As ações da Embraer (EMBR3) acumulam queda 1,31% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 26,10% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.