Elon Musk deu a entender que poderia reavaliar sua aquisição do Twitter (TWTR34), dizendo que um acordo por um preço mais baixo não estava “fora de questão”, informou a Bloomberg na segunda-feira.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Musk teria feito os comentários em uma conferência organizada por um podcast chamado “All-In”, dirigido por Chamath Palihapitiya, Jason Calacanis, David Sacks e David Friedberg

Além de dizer que um acordo com um preço mais baixo não está "fora de questão", o bilionário voltou a questionar o número de contas falsas na rede social.

Durante a conferência de tecnologia em Miami, Musk estimou que usuários falsos representam pelo menos 20% de todas as contas do Twitter. 

Esse foi o limite inferior de sua estimativa sobre o número de bots na rede, perguntando retoricamente se poderia chegar a 90%, de acordo com um vídeo transmitido ao vivo de seus comentários postado por um usuário do Twitter e relatado pela Bloomberg.

“Atualmente, o que me dizem é que não há como saber o número de bots… É tão incognoscível quanto a alma humana”, disse Musk na conferência.

O Twitter informou anteriormente que as contas de spam representam menos de 5% de seus usuários ativos diários monetizáveis ​​no último trimestre.

Com os comentários, as ações do Twitter caíram 8,2% no fechamento do pregão em Nova York, mas já vêm caindo desde a semana passada com a especulação de que Musk poderia desistir da aquisição de US$ 44 bilhões. 

Com isso, as ações do Twitter apagaram todos os ganhos obtidos desde que Musk divulgou seu investimento na empresa em 4 de abril.

Tudo começou na manhã de sexta-feira, quando Elon Musk twittou que o negócio estava "temporariamente suspenso", aguardando detalhes sobre quantas contas de spam e falsas estão na plataforma. 

No fim de semana, ele disse que sua equipe verificaria quantos bots de spam estavam em uma amostra aleatória de 100 contas de usuários, já que este era o tamanho da amostra que o Twitter usa.

Pouco depois, o CEO da Tesla (TSLA34) afirmou que a equipe jurídica do Twitter ligou para reclamar que ele havia violado seu acordo de confidencialidade ao compartilhar publicamente a metodologia da empresa. 

O CEO do Twitter, Parag Agrawal, contestou isso na segunda-feira em um tweet que ofereceu mais detalhes sobre a abordagem da empresa às contas de spam. 

Agrawal disse que o Twitter verifica manualmente milhares de contas a cada trimestre para determinar quantas devem ser contadas como spam, mas acrescentou que o processo não pode ser conduzido externamente devido a preocupações com a privacidade do usuário.

Segundo ele, o  Twitter “compartilhou uma visão geral do processo de estimativa com Elon há uma semana”. 

Musk respondeu ao tweet perguntando primeiro por que o Twitter apenas não liga para os usuários para verificar sua identidade, postando depois um emoji de cocô.