O que é Educação Financeira e como funciona

Educação Financeira

O que é Educação Financeira. Significado, conceito, para que serve e como funciona.

O que é Educação Financeira?

A Educação Financeira é um instrumento de aprendizagem que serve para capacitar pessoas a administrar melhor seus próprios recursos.

Por meio da Educação Financeira as pessoas vão aprender como utilizar melhor o dinheiro. Questões como prioridades e saber gastar o dinheiro também são conhecimentos que contemplem a Educação Financeira.

Banner will be placed here

Educação Financeira na Prática

O processo de Educação Financeira aborda vários aspectos sobre como lidar com as finanças. Dentre os pontos mais abordados, nós temos:

Orçamento

Todas as pessoas possuem algum tipo de orçamento. Existe desde o orçamento familiar que engloba as despesas de várias pessoas até o orçamento individual, exclusivo de uma única pessoa. .

Cada orçamento deve ser avaliado, observando os gastos essenciais e aqueles que são recorrentes.

Ao identificar o tamanho do orçamento a pessoa terá uma noção de como estão as despesas e se é possível realizar cortes.

Controle de gastos

Além do orçamento é preciso manter o controle de gastos mensal. Esse controle serve para determinar o nível de gastos em um mês.

Desse modo, ainda no mesmo mês a pessoa pode tomar atitudes para tentar frear as despesas, caso os gastos já estejam próximos de alcançar o total das receitas do mês.

Reserva de emergência

Emergências sempre vão acontecer na vida das pessoas. Às vezes as emergências são de proporções pequenas e outras vezes são substanciais.

Para não sofrer com perdas financeiras, ou ao menos, estar minimamente preparada, a reserva de emergência é um item importante e deve ser constituída assim que possível,

Construção de uma aposentadoria complementar

A aposentadoria é um momento aguardado por muitas pessoas. O momento de se aposentar deve ser prazeroso e não pode causar preocupações.

Para minimizar a falta de dinheiro no futuro, a melhor coisa a se fazer é construir uma aposentadoria complementar.

Aderir a um bom plano de aposentadoria (previdência privada), ou investir em diferentes ativos financeiros com o intuito de aumentar o tamanho do patrimônio pode ajudar de várias maneiras além de garantir uma aposentadoria mais tranquila.

Planejamento

A construção do orçamento, controle de gastos, reserva de emergência e a construção de uma aposentadoria complementar exige o mínimo de planejamento financeiro.

O planejamento é essencial para melhorar as finanças e auxiliar no controle de gastos e no aumento do dinheiro poupado.

Metas e objetivos

Para tudo dar certo é necessário ter um horizonte, sendo que metas e objetivos são construídos para ser esse horizonte financeiro da pessoa.

A pessoa gostaria de se aposentar mais cedo, com 40 anos? Então, desenvolva esse objetivo, traçando metas e elaborando um planejamento envolto do seu objetivo.

Benefícios da Educação Financeira

Um dos maiores problemas das pessoas está vinculado às finanças. O descontrole financeiro e as dívidas tornam a vida das pessoas pior.

O fato de não gastar o dinheiro apropriadamente influencia de forma direta nas despesas e consequentemente é a porta de entrada para as dívidas.

A Educação Financeira trabalha o aspecto dos gastos, respeitando as receitas e ajudando na construção de reservas e de patrimônio financeiro.

Por mais que o dinheiro não traz felicidade por si só, a falta de dinheiro não ajuda também.

Educação Financeira e investimentos

Com um bom trabalho sobre questões que envolvem os gastos, as pessoas conseguem construir uma boa reserva financeira.

Dependendo do montante e do valor poupado mensalmente, a pessoa pode começar a investir em diferente ativos com expectativas de resgate para o médio a longo prazo

Quando a pessoa chega nesse ponto, é preciso analisar melhor as oportunidades de investimentos que existem no mercado.

A Educação Financeira está intimamente relacionada com os investimentos, porque um dos últimos estágios é se tornar um investidor e fazer os recursos poupados render dinheiro.

Quem sabe, até render valores suficientes para cobrir as despesas mensais da pessoa.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE