Easynvest inova com investimento em previdência privada pelo celular
|

Easynvest inova com investimento em previdência privada pelo celular

Cliente da Easynvest agora pode usar o app do celular para aplicar em fundo de previdência privada.

Por
Atualizado em 04/06/2020
Avalie esse texto

Cliente da Easynvest agora pode usar o app do celular para aplicar em fundo de previdência privada.

Identificando uma oportunidade que surgiu na pandemia, com as pessoas isoladas em suas casas, e para incentivar os clientes a pensar em longo prazo, a Easynvest trouxe novidades que facilitam a jornada dos clientes para investir em previdência privada.

Nessa última semana, a empresa inaugurou uma nova funcionalidade do seu app para dispositivos móveis, que permite investir em previdência privada na tela do celular. Antes, esse tipo de investimento só podia ser feito pela plataforma acessada no computador.

Estão disponíveis para os clientes mais de 25 opções de fundos de previdência, de 16 gestores, com vários níveis de risco e estratégias. As taxas de administração começam em 0,80% ao ano. O processo de contratação é 100% online.

Qual o Melhor Plano de Previdência Privada? Baixe Grátis o Relatório “O Melhor Investimento para uma Previdência Confortável”.

Uso crescente de celulares foi fator crucial para implementar nova função

Para implementar essa nova função, a Easynvest baseou-se em um dado interessante: 70% de seus clientes acessam a plataforma e fazem aportes por meio do app para celular, em vez do computador.

Assim, a inovação se beneficia do uso crescente de dispositivos móveis pelo público, para se informar sobre finanças pessoais e gerenciar seus recursos.

Para ganhar ainda mais adesão, a empresa trabalhou para garantir um processo simples. São necessários apenas 15 cliques, cerca de cinco minutos, para concluir com sucesso uma aplicação em fundos de previdência privada.

Redução do valor do aporte mínimo é outra novidade que beneficia os clientes

Essa não foi a única novidade apresentada pela Easynvest nessa última semana. A empresa também reduziu o valor do aporte mínimo de entrada, de R$ 5 mil para R$ 1 mil, e do aporte mensal, de R$ 300 para R$ 100.

A decisão de tornar os valores mais acessíveis visa adaptar o produto à situação financeira atual dos brasileiros, que teve suas finanças afetadas pela crise da pandemia de Coronavírus.

Uma decisão coerente, já que estudos apontam que o investimento em previdência privada ficou bem longe do topo das prioridades para a maior parte da população.

Notícias do Mercado Financeiro

Avalie esse texto

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais