O que é Dumping?

Dumping é um termo inglês que significa “esvaziar”. O Dumping é uma prática utilizada no mercado, onde uma empresa resolve praticar preços bem inferiores em comparação aos seus pares no mercado internacional e assim, monopolizar o segmento.

Como Saber a Hora de Entrar e Sair dos Investimentos? GI Wealth faz Gestão para Investimentos Superior a R$ 300 mil.

Ao monopolizar o segmento, a empresa em questão, provavelmente vai prejudicar todas as outras empresas que atuam no segmento e até pode trazer prejuízos quanto à evolução da atividade.

A OMC (Organização Mundial do Comércio) condena a prática de Dumping, observando que a alteração de preços pode ser feita desde que não haja prejuízos para os demais participantes do segmento.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Dumping na Prática

Vamos supor que uma empresa que trabalha com extração de petróleo entra no mercado e consegue produzir toneladas de combustível por metade do valor normal de mercado.

Ou seja, a companhia consegue entrar no segmento de petróleo com custos bem inferiores. Ao avaliar a situação, a companhia resolve trabalhar com margens exprimidas e puxar o preço do petróleo para baixo.

Além das margens a empresa pode colocar na mesa outras práticas duvidosas, como baixo salário a seus funcionários e até a manobra cambial na tentativa de melhorar ainda mais seus preços no exterior.

Desse modo, todas as outras petrolíferas que possuem custos maiores terão que vender o combustível a um preço ainda menor.

Assim, as demais petrolíferas terão sérios problemas para manter seus negócios e provavelmente vão falir ou encerrar as atividades transferindo a operação para outro mercado.

Se antes havia concorrência e competição, com uma empresa ou poucas a competição se encerra e a busca por novas tecnologias se reduz ou termina.

Combate ao Dumping

Uma forma de combater o Dumping é através da regulamentação dos mercados e da avaliação quando preços estão bem distorcidos com relação à realidade.

O custo até pode ser baixo e isso pode motivar um valor mais competitivo por parte de uma empresa, mas quando a disparidade é alta, aí os órgãos reguladores entram em jogo.

Desde sanções e até multas podem ser aplicadas ao país ou às empresas que estão praticando o Dumping.

Atualmente a Secretaria de Comércio Exterior (SECEX) fica encarregada de fiscalizar as condições de trabalho e dos negócios das empresas que conseguem aplicar o Dumping no mercado.

Já com relação às penalidades, a Câmara de Comércio Exterior (CAMEX) fica encarregada de aplicar as multas e demais sanções.

Influência do Dumping

Em um ambiente de mercado cada vez mais competitivo, temos várias empresas que vem buscando alternativas de custos menores para conseguir melhorar suas margens e consequentemente os preços dos produtos e serviços.

Observando isso, é comum ver empresas buscando fornecedores com preços baixos, sendo que o preço baixo nem sempre ocorre devido a alguma tecnologia nova ou prática economicamente atraente.

Às vezes tais fornecedores conseguem preços mais competitivos porque eles conseguem explorar matérias agredindo a natureza e o ambiente.

Como essa prática tem certa aderência no contexto capitalista, o papel dos consumidores mais atentos é avaliar quem são os fornecedores de tais empresas e avaliar se vale a pena continuar consumindo seus produtos e serviços.

O preço baixo com certeza é uma atração, mas as consequências poderão ser sérias no futuro. Para ajudar na fiscalização, as redes sociais e até os órgãos fiscalizadores do mercado vem trabalhando bastante com o Due Diligence.

O Due Diligence é uma prática que vem ganhando mercado, onde empresas buscam avaliar melhor seus parceiros comerciais com o intuito de conhecer as origens de seus produtos e serviços.

Ao conhecer melhor o seu parceiro comercial a empresa pode encerrar negócios nos quais podem render processos judiciais e até escândalos.