O Que é Dividend Yield, Como Funciona e Como Calculá-lo

Dividend Yield

O que é Dividend Yield. Significado, como funciona o Dividend Yield e como calcular o DY das empresas.

O que é Dividend Yield?

O dividend yield é um indicador financeiro que aponta o quanto de proventos foi pago por um ativo, relacionando o retorno que ele oferece em comparação ao seu preço atual.

Para isso, são considerados os últimos 12 meses de pagamento de juros sobre capital próprio (JCP) e de dividendos da ação. Sejam eles feitos de forma anual ou por semestre. 

Já para os Fundos Imobiliários (FIIs), é comum que o pagamento seja feito mensalmente. Aqui os rendimentos são provenientes dos aluguéis dos imóveis atrelados ao fundo em questão.

Esse indicador é muito utilizado na análise fundamentalista feita pelos investidores.

Isso porque ele determina a rentabilidade dos dividendos das empresas presentes na Bolsa de Valores, permitindo uma avaliação sobre:

Aos investidores que buscam ativos geradores de renda, essa é uma importante ferramenta. Pois, o indicador DY traz previsões do quanto é possível ganhar de dividendos nos próximos 12 meses.

Mas, para isso é preciso considerar a origem dos proventos e identificar se eles são pontuais ou recorrentes. Para que tais fatores não causem distorções na previsão de lucros.

Ao pôr de lado lucros não recorrentes, o dividend yield se torna mais realístico. Contudo, não traz garantias sobre o quanto de proventos a ação da empresa de fato oferecerá.

Banner will be placed here

Como Funciona o Dividend Yield?

Na prática, o rendimento de dividendos, como chamado em português, ajuda investidores a encontrar empresas que pagam mais dividendos. A fim de montar uma carteira de ações focada em proventos.

É uma forma de lucrar através da distribuição de dividendos e não apenas com a volatilidade do mercado. O indicador funciona como uma ferramenta para escolha das melhores aplicações.

Pois, ao contrário de títulos de crédito, ações e FIIs são títulos de propriedade. Isso quer dizer que quem os compra passa a deter uma parcela daquela companhia ou fundo. 

Portanto, esse tipo de rendimento possui um risco maior envolvido, uma vez que não possuem uma obrigação definida.

O lucro pode ou não depender da performance econômica do título de propriedade.

Existem empresas que não diminuem o pagamento de proventos mesmo quando  há uma desaceleração em seu crescimento.

Investidores que não sabem disso podem ter seu julgamento prejudicado na hora da compra.

Aprender a calcular o dividend yield de ações ou FIIs é importante. Mas, sem deixar de analisar outros aspectos importantes antes de comprar os títulos, a fim de mitigar riscos.

Como Calcular o Dividend Yield?

Para se calcular o dividend yield, basta considerar os últimos 12 meses de proventos pagos e a cotação atual da ação. Em seguida, aplicar os valores nas fórmulas simples abaixo:

Dividend Yield (DY) = Dividendos pagos por ação ÷ Valor da ação x 100

Temos então, que o resultado é a relação entre a cotação da ação e os dividendos recebidos dela. O próximo passo é fazer uma análise de mercado. 

Ao aplicar a fórmula para ações de diferentes empresas, você consegue identificar aquela que paga os melhores dividendos. Mas, os rendimentos de dividendos podem mudar de acordo com: 

  • Base de dividendos pagos nos últimos meses;
  • Oscilações das ações.

Um ponto a se considerar é que o DY se torna maior quando o preço da ação cai. Em alguns casos a desvalorização do ativo pode ser positiva ao investidor. 

Aí entra o segundo ponto a se analisar que é a saúde financeira da empresa, essa deve se apresentar lucrativa. Contudo, algumas ações oferecem um dividend yield bom mesmo na situação contrária.

Ou seja, sem crescimento e lucratividade, algo feito como forma de atrair investidores.

Portanto, o indicador DY é uma ferramenta que deve ser usada junto a outros indicadores econômicos.

Caso ainda tenha alguma dúvida sobre o que é Dividend Yield, consulte o artigo completo sobre Dividend Yield.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE