A Azul (AZUL4) informou nesta quinta-feira, 7, que registrou aumento de 40,1% na demanda total em junho, ante igual mês do ano passado, enquanto a oferta teve aumento de 35,8%. A taxa de ocupação subiu 2,5 pontos porcentuais para 79,3%.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Nas rotas domésticas, a demanda cresceu 26,30% em junho e a oferta registrou avanço de 27,6%.

A taxa de ocupação dos aviões da empresa teve leve recuo de 0,8 p.p. para 78%.

Nas rotas internacionais, a demanda cresceu 303%, enquanto a oferta teve aumento de 138,3%. A taxa de ocupação avançou 35,9 p.p. para 87,9%.

"O mês de junho foi marcado por um resultado de tráfego e receita unitária fortes. Nossas vantagens competitivas e disciplina na alocação de capacidade continuam a nos dar confiança na geração de receita daqui para frente", afirmou John Rodgerson, CEO da Azul.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Resultado da Azul no Primeiro Trimestre de 2022

resultado da Azul (AZUL4) no primeiro trimestre de 2022 (1t22), divulgado no dia 09 de maio, apresentou um prejuízo de -R$ 808,4 bilhões no 1t22, contra um prejuízo de –R$ 1,06 bilhão em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. 

O Ebitda da Azul ficou em R$ 592,7 milhões no 1t22, apresentando crescimento de 463,0% na comparação com o 1t21.

A margem Ebitda da Azul totalizou 18,6% no 1t22, apresentando crescimento de 11,5 ponto percentual na comparação com o 1t21. 

A Margem líquida da Azul atingiu 83,5% no 1t22, apresentando crescimento de 236,1 ponto percentual na comparação com o 1t21.

As ações da Azul (AZUL4) acumulam queda de 7,49% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 72,38% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.