David Ricardo e Suas Teorias Econômicas
|

David Ricardo e Suas Teorias Econômicas

O economista inglês ficou conhecido por suas teorias do trabalho de valor, da vantagem comparativa e da renda de terras.

Por
Atualizado em 03/08/2021

David Ricardo (1772-1823) foi um dos economistas mais influentes de sua época e deixou importantes contribuições para o pensamento econômico mundial.

Operador da Bolsa de Valores de Londres, Ricardo entrou para o mundo dos negócios aos 14 anos e adquiriu grande fortuna antes dos 30.

Mesmo sem nunca ter recebido instrução econômica formal, David Ricardo tornou-se conhecido por suas teorias do sistema capitalista de produção

Entre elas destaca-se a “teoria das vantagens comparativas”, sistema que constitui a base do comércio internacional, na qual demonstrou que duas nações podem beneficiar-se mutuamente do livre comércio e da produção de bens nos quais tivessem vantagem comparativa.

Veja quem foi David Ricardo, suas contribuições para a economia, teorias e escritos.

Quem foi David Ricardo

David Ricardo (1772-1823) foi um economista britânico, um dos mais influentes da Economia Clássica.

Tido como sucessor de Adam Smith no papel de difusor da Economia Política, suas obras abrangem temas como política monetária, lucros, renda fundiária, distribuição de renda, teoria do valor e do comércio internacional, deixando importantes contribuições para o pensamento econômico mundial.

Sua obra The Principles of Political Economy and Taxation Principles (Princípios da política econômica e da tributação) é uma das mais lidas de economia de todos os tempos. 

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso”.

Vida e carreira

David Ricardo nasceu em Londres, no dia 18 de Abril de 1772, o terceiro de dezessete filhos de uma família judia de origem holandesa.

Seu pai, Abraham Ricardo, foi um bem sucedido investidor que fez fortuna na Bolsa de Valores. Foi com ele que aprendeu os conceitos básicos de finanças e entrou para o mundo dos negócios e investimentos aos 14 anos.

Aos 21 anos, David Ricardo rompeu com sua família depois que se converteu ao protestantismo unitarista e casou-se com uma quaker.

Mesmo afastado da família, Ricardo deu continuidade aos investimentos na bolsa de valores e logo fez fortuna.

Em 1799, aos 27 anos, Ricardo teve o primeiro contato com a obra A Riqueza das Nações, de Adam Smith, e passou a se interessar pelos estudos econômicos.

Inspirado pelo filósofo e economista escocês, David Ricardo escreveu seu primeiro artigo sobre economia, “O Alto Preço do Ouro, uma Prova da Depreciação das Notas de Banco”, aos 37 anos.

Pelos quatorze anos seguintes criou diversas teorias relevantes que ainda influenciam o mundo econômico. 

Em 1814, depois de se aposentar de suas atividades profissionais, refugiou-se em sua propriedade rural em Gloucestershire. Nessa mesma época escreveu “Ensaio Sobre a Influência de um Baixo Preço do Cereal Sobre os Lucros do Capital”.

Sua obra mais famosa, “Princípios da Economia Política e Tributação”, foi escrita em 1817.

Em 1819, David Ricardo comprou um assento no parlamento britânico e denunciou os excessos nas finanças e a grande emissão de notas que levava a uma depreciação da moeda. 

Embora suas teorias não fossem totalmente aceitas na época, eram recebidas com respeito dado seu prestígio como economista.

David Ricardo faleceu em Gatcombe Park, Gloucestershire, Inglaterra, no dia 11 de setembro de 1823, aos 51 anos, em decorrência de uma infecção que se espalhou para o seu cérebro.

No ano de sua morte, sua fortuna era estipulada entre £675.000 e £775.000, algo em torno de 100 milhões de libras esterlinas nos dias de hoje.

Banner will be placed here

Teorias de David Ricardo

As teorias de David Ricardo exerceram grande influência no mundo econômico. 

Entre os temas mais presentes estão a teoria do valor-trabalho, a teoria da distribuição (as relações entre o lucro e os salários), o comércio internacional e temas monetários.

Veja em detalhes suas principais teorias:

Teoria do valor-trabalho

Ricardo defendia a teoria do valor-trabalho, segundo a qual o valor de todas as mercadorias poderia ser medido pela quantidade de trabalho necessário para que ela fosse produzida

Assim, o custo não deveria se basear apenas na utilidade ou escassez, mas todo o custo envolvido no processo produtivo. 

Teoria da vantagem comparativa

A teoria das Vantagens Comparativas de David Ricardo constitui a base da teoria do comércio internacional. 

Nesta teoria, David Ricardo sugeria que duas nações podem se beneficiar mutuamente do comércio livre, mesmo que uma seja menos eficiente na produção de mercadorias do que o seu parceiro comercial. 

Assim, um país poderia se especializar na produção dos bens em que tivesse um custo de oportunidade menor para produzi-lo. 

Teoria da renda da terra

Segundo a Teoria da Renda da Terra, os proprietários poderiam se beneficiar a partir do aluguel de terras.

O economista ainda avaliou como as condições de fertilidade da terra e técnicas de produção determinam a taxa de lucro.

Equivalência Ricardiana

A teoria da equivalência ricardiana sugere que, em certas circunstâncias, a escolha entre financiar as despesas através de impostos ou através do déficit geram resultados praticamente iguais.

Como os Milionários Investem? Conheça os 10 Passos para ser um Investidor de Sucesso”.

Publicações de David Ricardo

Considerado como um dos fundadores da escola clássica inglesa da economia política, entre as principais obras de David Ricardo estão:

O alto preço do ouro, uma prova da depreciação das notas bancárias (The high price of bullion, a proof of the depreciation of bank notes), de 1810;

Em sua primeira participação no debate público, David Ricardo sugere que limitar a emissão de moeda seria uma saída para conter o aumento da inflação.

O debate se dava sobre a livre conversibilidade da moeda inglesa pelo governo britânico em ouro, no momento em que se desejasse. 

Esta conversibilidade, conhecida como padrão-ouro, estava suspensa desde 1797 por conta da desvalorização das notas em relação à cotação do ouro. 

Ensaio sobre a influência de um baixo preço do cereal sobre os lucros do capital (Essay on the influence of a low price of corn on the profits of stock), de 1815;

A discussão era sobre as “Corn Laws”, leis inglesas que sobretaxavam os cereais importados com o intuito de proteger os produtores domésticos de cereais.

Para Ricardo, a proteção aos produtores nacionais de cereais menos eficientes fazia aumentar a proporção da renda da terra e dos salários em relação aos lucros. 

Consequentemente, diminuía o crescimento da economia. 

Princípios da economia política e tributação (Principles of political economy and taxation), de 1817;

Já aposentado, Ricardo publicou sua obra mais conhecida, Principles of Political Economy and Taxation, em que aponta o que considerava o problema central da economia política: 
“Determinar as leis que regem a distribuição do produto total da terra entre as três classes, o proprietário da terra, o dono do capital necessário para seu cultivo e os trabalhadores, que entram com o trabalho para o cultivo da terra”.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE