As vendas líquidas contratadas da Cyrela (CYRE3) somaram R$ 1,622 bilhão no segundo trimestre de 2022.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

O valor é 4% superior ao registrado no mesmo período do ano passado e 24% superior do acumulado de janeiro a março deste ano, apontam as prévias operacionais divulgadas nesta quarta-feira, 13, pela construtora.

De abril a junho de 2022, a Cyrela lançou 13 empreendimentos, totalizando um Volume Geral de Vendas (VGV) de R$ 2,326 bilhões, alta de 21% ante R$ 1,929 bilhão registrado no mesmo trimestre de 2021 e 124% acima do primeiro trimestre de 2022 (R$ 1,038 bilhão).

Das vendas líquidas realizadas entre abril e junho, R$ 68 milhões se referem à venda de estoque pronto (4%), R$ 809 milhões à venda de estoque em construção (50%) e R$ 745 milhões à venda de lançamentos (46%).

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Dessa forma, a Cyrela atingiu uma velocidade de vendas (VSO) de lançamentos de 32% no segundo trimestre de 2022.

Os dados operacionais resultaram em um indicador de Vendas sobre Oferta (VSO) de 12 meses de 43,2%, abaixo do VSO 12 meses apresentado no mesmo trimestre do ano anterior (55,4%) e superior ao VSO apresentado no primeiro trimestre de 2022 (46,1%).

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

Resultado da Cyrela no Primeiro Trimestre de 2022

resultado da Cyrela (CYRE3) no primeiro trimestre de 2022 (1t22), divulgado no dia 18 de maio, apresentou um lucro líquido de R$ 170,7 milhões no 1T22, baixa de -18,0% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

margem bruta da Cyrela atingiu 31,1% no 1T22, apresentando retração de -3,4 pontos percentuais na comparação com o 1T21.

margem líquida da Cyrela atingiu 13,9% no 1T22, apresentando retração de -6,9 pontos percentuais na comparação com o 1T21.

As ações da Cyrela (CYRE3) acumulam alta de 4,95% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 42,50% nos últimos 12 meses.

Fonte: Estadão Conteúdo.