Paschoalotto Cancela Pedido de IPO
| ,

Paschoalotto Cancela Pedido de IPO

Só neste ano, 11 companhias já desistiram de seus IPOs na B3 devido à volatidade do mercado.

Por
Atualizado em 25/02/2021

A Paschoalotto Serviços Financeiros informou que na última quarta-feira (24), registrou pedido de desistência do IPO, sendo uma decisão exclusiva da empresa por entender não ser o melhor momento de mercado para seguir com a oferta.

A empresa esclareceu que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) não indeferiu qualquer IPO ou procedimento de registro da Paschoalotto em andamento perante a CVM, sendo assim a CVM unicamente deferiu o pedido de desistência.

Banner will be placed here

A Paschoalotto submeteu à CVM, em 22 de fevereiro de 2021, pedido voluntário de cancelamento do IPO e demais procedimentos de registro em trâmite perante a CVM e à B3.

A empresa afirma que realizou os procedimentos dentro do prazo regulamentar prorrogado para cumprimento das exigências efetuadas pela CVM e de acordo com a regulamentação aplicável.

O motivo da Paschoalotto cancelar o pedido de registro do IPO se deve especialmente à alta volatidade dos mercados que vem sendo apurada desde o ingresso.

Só neste ano, 11 companhias já desistiram de seus IPOs na B3 devido à volatidade do mercado.

A Paschoalotto havia pedido registro para IPO em outubro, com planos de buscar recursos para financiar planos de expansão, de olho no mercado de dívidas em atraso, que tende a crescer no Brasil na esteira da crise provocada pela pandemia da Covid-19.

Como Lucrar no Mercado Financeiro Hoje? Baixe o Relatório “As 3 Melhores Ações para Investir Hoje”.

A companhia com sede em Bauru, interior paulista, pretendia usar os recursos com a venda de ações novas para investir em crescimento orgânico e para adquirir rivais, enquanto sócios da empresa também venderiam participação no negócio, incluindo um fundo da Gávea Investimentos, que investiu na companhia em 2015.

Notícias do Mercado Financeiro

Fonte: Reuters.

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE