CVC Brasil (CVCB3) Comunica Sobre Bônus de Subscrição
| ,

CVC Brasil (CVCB3) Comunica Sobre Bônus de Subscrição

Os titulares que desejarem exercer seus Bônus de Subscrição deverão exercer tal direito até o dia 29 de janeiro de 2021, inclusive.

Por
Atualizado em 15/01/2021

A CVC Brasil (CVCB3) informou nesta sexta-feira (15), através de aviso aos acionistas, que os titulares de Bônus de Subscrição, nos termos do aumento de capital, que desejarem exercer seus Bônus de Subscrição deverão exercer tal direito impreterivelmente até o dia 29 de janeiro de 2021, inclusive.

Cada bônus de subscrição dá o direito de integralizar 1,33 ação ordinária da Companhia, com preço de exercício de R$ 12,84 por ação, totalizando R$ 17,0772 por bônus de subscrição exercido.

Após o término deste prazo, os Bônus de Subscrição que não forem exercidos serão extintos de pleno direito. A data limite para negociação dos Bônus de Subscrição no ambiente da B3 será 26 de janeiro de 2021, inclusive.

Banner will be placed here

O Conselho de Administração se reunirá a partir do dia 02 de fevereiro de 2021 para homologar o aumento de capital em razão do exercício dos Bônus de Subscrição.

As ações subscritas em decorrência do exercício dos Bônus de Subscrição serão emitidas e creditadas em nome dos subscritores em até 3 dias úteis contados da RCA Homologação Bônus.

Caso o valor agregado dos Bônus de Subscrição exercidos em determinado momento resultem em uma fração de ações, o número de ações subscritas será arredondado pela Companhia para o número inteiro positivo seguinte, com a consequente emissão das ações pela Companhia, de forma a possibilitar a entrega de uma ação adicional aos titulares dos Bônus de Subscrição que eventualmente receberem fração de ação em razão do exercício de seus Bônus de Subscrição.

Como Lucrar no Mercado Financeiro Hoje? Baixe o Relatório “As 3 Melhores Ações para Investir Hoje”.

Resultado da CVC no Terceiro Trimestre de 2020

O resultado da CVC (CVCB3) no terceiro trimestre de 2020 (3t20), divulgado no dia 13 de novembro, apresentou um prejuízo líquido de R$ 215,6 milhões, contra um lucro de R$ 13,2 milhões em relação ao mesmo período do ano anterior.

O Ebitda da CVC atingiu um prejuízo R$ 129,3 milhões no 3t20, apresentando retração de -210,6% na comparação com o 3t19.

A margem Ebitda da CVC totalizou -208,4% no 3t20, apresentando retração de -235,7 pontos percentuais na comparação com o 3t19. 

A Margem líquida da CVC atingiu -3,5% no 3t20, apresentando retração de -6,6 pontos percentuais na comparação com o 3t19.

As ações da CVC (CVCB3) acumulam alta de 4,14% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e queda de 44,20% nos últimos 12 meses.

Notícias do Mercado Financeiro

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE