O que é Curva de Possibilidade de Produção (CPP)?

Curva de Possibilidade de Produção (CPP) é uma curva que ilustra o limite de um país para a produção de um conjunto de produtos específicos.

Quer Aumentar a Rentabilidade dos Investimentos? Receba um Aconselhamento Gratuito.

Também pode ser chamado de Fronteira de Possibilidade de Produção (FPP).

Esse instrumental é muito utilizado pela economia para analisar quais as escolhas possíveis e ideias de cada país em termos de produção de um conjunto de produtos diferentes.

Apesar do seu uso ser mais difundido na disciplina de economia internacional, também é possível sua utilização na microeconomia, para a análise do comportamento empresarial e outras instituições.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como funciona a Curva de Possibilidade de Produção?

A CPP ilustra graficamente a escassez dos fatores de produção e cria um limite para a capacidade produtiva de uma empresa, país ou sociedade.

A melhor forma de entender este instrumental é a partir de um gráfico, que é apresentado na figura abaixo.

No gráfico acima, temos uma CPP que ilustra os limites de um país em utilizar dos seus fatores de produção para produzir alimentos e máquinas.

Todos os pontos da CPP mostram o que dá pra produzir em termos de máquinas e alimentos ao utilizar a totalidade dos fatores de produção (capital e trabalho).

No ponto E, por exemplo, temos que um país poderá produzir 70 toneladas de alimentos, mas nenhuma unidade de máquinas, caso opte por usar todos os fatores de produção neste setor.

Por outro lado, o suposto país também pode usar todos os seus recursos para a produção de 25 mil unidades de máquinas, mas não sobrará nada para produzir alimentos.

Nada impede que o país produza aquém de suas possibilidades, como é o que ocorre no ponto F do gráfico.

Entretanto, neste caso há desemprego de máquinas e de mão de obra, ocorrendo desta economia operar com ociosidade.

Por outro lado, se esta economia em questão quiser produzir no ponto G ela não conseguirá, pois não há recursos suficientes para isso.

Caso queira realizar esse nível de produção de máquinas e alimentos, o país deverá expandir sua economia, investindo em capital e políticas de atração e formação de mão de obra.

Qual o ponto ótimo da CPP?

Em economia, a sociedade ou empresa deverá escolher qual o nível ótimo de produção de alimentos e máquinas, levando em conta seus fatores de produção.

Para isso, deverá fazer uso de outro instrumental que se chama curvas de isovalor.

As curvas de isovalor são linhas que estabelecem um conjunto de produção de alimentos e máquinas que, ao serem somadas, apresentam o mesmo valor de produção.

A partir do gráfico anterior, podemos traçar algumas linhas de isovalor, conforme indicado na figura abaixo.

Aqui temos que cada reta de isovalor (as de cor vermelha) estabelece um conjunto de combinações entre alimentos e máquinas com o mesmo valor agregado.

Em economia temos uma condição ideal em que cada agente econômico (empresa, país, pessoa) irá tentar obter o máximo possível a partir dos recursos que dispõe.

Sendo assim, o país que usamos como exemplo estará em melhor condição se utilizar seus recursos e produzir o conjunto de alimentos e máquinas que está no ponto C.

Esse ponto é ideal pois é o conjunto de produto que alcança a maior reta de isovalor possível.

O que vai definir a escolha entre os pontos E, D, C, B ou A será, portanto, a inclinação da curva de isovalor, que é determinada pelos preços dos dois produtos.

Conforme já dito, é perfeitamente possível a economia produzir em qualquer um dos pontos E, D, B ou A, mas se optar por estes conjuntos o país estará em pior situação.

Isso porque estará produzindo um conjunto de bens com menor valor de venda em relação à escolha ideal, que é o conjunto C.