Hoje quero ilustrar uma discussão sobre “timing”, sobre como é impossível saber com exata precisão qual é a hora de comprar ou de vender um ativo.

Vou começar com uma pergunta: você sabe qual é a bola da vez na bolsa valores

Eu não faço ideia e nem procuro saber. 

Por aqui, o que importa é o valor dos ativos e, claro, se o preço deles está com razoável desconto em relação a esse valor justo.

Um dos mais brilhantes físicos do mundo já perdeu dinheiro por negligenciar a importância do valuation

Me refiro a ninguém menos do que Isaac Newton

Em 1720, Newton decidiu investir na bolsa de valores e comprou ações da empresa South Sea Company.

Na percepção racional do cientista, esta era uma decisão certeira. 

Newton, lucrou mais de US$ 1 milhão após vender as ações da South Sea Company.

Acontece que após a venda, as ações continuaram subindo, gerando certo desconforto em Newton.

Neste momento famoso, podemos presumir que ele tenha sofrido o viés comportamental conhecido como  FOMO ou “fear of missing out”, que em bom português significa “medo de ficar de fora”.

Quando percebemos que existem muitas pessoas ganhando dinheiro com determinada ação que não, ficamos muito suscetíveis a tentar participar disso. 

O medo de ficar de fora do que está acontecendo floresce. 

Newton, cansou de observar de fora os amigos ganhando dinheiro e decidiu investir novamente nas ações daquela companhia.

Gráfico do caso de Isaac Newton
Gráfico do caso de Isaac Newton.

Como você pode observar no gráfico, ele tomou a decisão em momento inapropriado, tomado por vieses cognitivos

As ações negociavam com excessiva expectativa e isso é perigoso, já que nada garante que a empresa entregue resultados dentro de uma expectativa exagerada.

A decisão de Newton custou US$ 3 milhões a preços atuais. 

Um prejuízo amargo. 

Pagar caro, nunca é uma boa ideia. 

Se a expectativa de crescimento sobre a empresa não se realizar, o mercado irá "pular fora" do ativo, sem piedade.

Por isso sigo fielmente os princípios do Value Investing

Se o ativo se tornar excessivamente caro, ou seja, com um preço que embute uma expectativa exagerada sobre os resultados futuros da empresa, a decisão de venda se torna adequada.

Onde Investir na Queda da Bolsa? Baixe a Lista de 3 Ações para Investir Agora.

O caso da ROMI3 ilustra muito bem o que estou dizendo. 

Incluímos o ativo na carteira do Joias da Bolsa em setembro de 2019 pagando R$ 8,95 por ação.

Optamos por vender as ações em fevereiro de 2021 por R$ 26,15 por entender que o preço que ela negociava naquele momento já era justo. 

Acima desse preço entendíamos que já havia algum excesso de expectativa sobre a empresa.

Isso foi o suficiente para embolsar 192% de lucro. 

Aconteceu que nos dias seguintes as ações chegaram a subir acima de R$ 35 e rapidamente retornaram a preços abaixo do que vendemos

Confesso que doeu em mim e nos assinantes do Joias.

Mas quando estamos tomando decisões sobre investimentos, jamais podemos ser afetados por questões que não são ligadas à lógica, caso contrário, poderemos perder dinheiro

Ser disciplinado em uma metodologia poderá te ajudar. 

Hoje, ROMI3 já negocia abaixo dos R$ 26,15 que sugerimos na época da venda.

Quem comprou nos R$ 35 com medo de ficar de fora, hoje está amargurado.

Não é o caso dos assinantes do Joias.

Sofremos quando ficamos de fora, mas sabemos ficar de fora quando o clima é de oba-oba.