CSNA3, WEGE3 e MGLU3: veja as maiores altas e baixas da B3 de 2020
| , , ,

CSNA3, WEGE3 e MGLU3: veja as maiores altas e baixas da B3 de 2020

Companhia Siderúrgica Nacional (CSNA3) subiu 119%, Weg (WEGE3) disparou 111%, confira as maiores altas e baixas da B3 de 2020.

Por
Atualizado em 24/12/2020

O Ibovespa caminha acima dos 117 mil pontos sinalizando recuperação, após o choque ocasionado pela pandemia de Covid-19.

Foram muitos os acontecimentos que influenciam no desempenho do Ibovespa no decorrer de 2020 como a sequência de circuit breakers, aumento de lockdowns e eleições americanas.

A volatilidade da bolsa fez com que muitas ações de empresas listadas na B3 apresentassem variação de 25%, 50% e 100% em 2020.

Entretanto, enquanto algumas empresas viram seu valor de mercado disparar, outras foram bastante prejudicadas pela crise sanitária.

Neste artigo, vou listar as maiores altas e baixas da B3, os setores mais beneficiados pela crise, e as empresas mais lucrativas de 2020.

Quer Investir em Boas Ações? Baixe Grátis o Relatório com as 3 Melhores Ações para Investir Hoje.

Ibovespa

Prestes a encerrar 2020, o Ibovespa praticamente zerou as suas perdas do ano, sustentado pela maior expectativa de recuperação do Produto Interno Bruto (PIB)  e com a chegada das vacinas.

A recuperação do Ibovespa no decorrer do ano foi bastante surpreendente para os investidores, devido ao cenário de incerteza econômica que marcou 2020.

No acumulado do ano, o Ibovespa apresenta um desempenho de -0,7%, e desde a sua maior baixa ocorrida em 23 de março, o índice valorizou 85,3%.

Confira o desempenho mensal do Ibovespa ao longo de 2020:

MêsVariação
Janeiro-1,63%
Fevereiro-8,43%
Março-29,90%
Abril+10,25%
Maio+8,57%
Junho+8,76%
Julho+8,27%
Agosto-3,44%
Setembro-4,80%
Outubro-0,69%
Novembro+15,90%
Dezembro (até o momento)+8,19%

Até o momento, os meses de Março e Novembro foram os que apresentaram as maiores variações do índice.

Fazendo com que o Ibovespa saltasse da sua mínima do ano, em 61.690,53 mil pontos, para a sua máxima do ano, em 119.593,10 mil pontos, uma diferença de 57.902,57 mil pontos em apenas 9 meses.

Confira os principais acontecimentos de 2020 que influenciaram na alta volatilidade do principal índice da B3:

Retrospectiva Ibovespa 2020
Retrospectiva Ibovespa 2020
Banner will be placed here

Maiores Altas Bovespa

No topo do ranking está a Companhia Siderúrgica Nacional (CSNA3) acumulando uma valorização de aproximadamente 119% em 2020.

A empresa apresentou um ganho de 45% em sua receita líquida no 3T20, influenciado pela valorização do minério de ferro e pelo maior ritmo de produção.

Confira as maiores altas da Bovespa em 2020:

TickerNomeVariação
CSNA3Companhia Siderúrgica Nacional+118,98%
WEGE3WEG+111,63%
MGLU3Magazine Luiza+110,03%
PRIO3PetroRio+100,03%
BRAP4Bradespar+76,03%
VALE3Vale+70,29%
USIM5Usiminas+55,05%
MRFG3Marfrig+48,00%
B3SA3B3+45,14%
VVAR3Via Varejo+44,85%
RENT3Localiza Hertz+41,88%
SUZB3Suzano+41,83%
KLBN11Klabin+37,23%
NTCO3Natura+33,37%
TOTS3Totvs+30,25%
BPAC11Banco BTG Pactual+23,44%
GGBR4Gerdau+22,82%
GOAU4Metalurgica Gerdau+21,29%
BTOW3B2W Digital+20,52%
HAPV3Hapvida+18,00%
TAEE11TAESA+17,85%
GNDI3Notre Dame Intermedica Participacões+13,52%
RADL3RaiaDrogasil+12,33%
CMIG4Cemig+10,03%
CSAN3Cosan+8,80%

Fonte: GuiaInvest com dados de 23/12/2020.

Foram consideradas apenas ações que entraram no seguinte critério de seleção:

  • Valor de mercado >R$ 500 milhões;
  • Volume diário > R$ 100 mil.

Quer Investir em Boas Ações? Baixe Grátis o Relatório com as 3 Melhores Ações para Investir Hoje.

Maiores Baixas Bovespa

A maior baixa do ano ficou para as ações da IRB Brasil Re (IRBR3), a empresa acumula um prejuízo de R$ 901,0 milhões no acumulado de 2020 (9 primeiros meses do ano).

Vale lembrar, que além dos efeitos da crise, as ações da resseguradora foram bastante impactadas no decorrer do ano por conta de irregularidades cometidas por ex-diretores.

Recentemente, a empresa passou por uma reestruturação interna, visando entregar uma maior transparência aos seus acionistas.

Confira as maiores baixas da Bovespa em 2020:

TickerNomeVariação (%)
IRBR3IRB Brasil RE-78,70%
COGN3Cogna-59,76%
CIEL3Cielo-57,66%
EMBR3Embraer-56,82%
CVCB3CVC Brasil-50,97%
HGTX3CIA Hering-48,37%
BRFS3BRF-36,39%
BRML3brMalls-44,52%
AZUL4Azul-34,99%
GOLL4GOL-33,40%
YDUQ3Yduqs-29,58%
IGTA3Iguatemi-29,43%
MULT3Multiplan-28,00%
RAIL3Rumo-26,63%
CCRO3CCR -26,29%
BBAS3Banco do Brasil-23,79%
BRDT3Petrobras Distribuidora-23,63%
SBSP3Sabesp-23,49%
SULA11Sul América-23,28%
BRKM5Braskem-22,14%
LREN3Lojas Renner-21,61%
ECOR3EcoRodovias-19,57%
BBDC3Bradesco-19,22%
PCAR3Pão de Açúcar-17,49%
EZTC3Eztec-17,39%

Fonte: GuiaInvest com dados de 23/12/2020.

Foram consideradas apenas ações que entraram no seguinte critério de seleção:

  • Valor de mercado >R$ 500 milhões;
  • Volume diário > R$ 100 mil.

Quer Investir em Boas Ações? Baixe Grátis o Relatório com as 3 Melhores Ações para Investir Hoje.

Empresas mais Lucrativas de 2020 

Dentre as empresas listadas na Bovespa que mais lucraram no decorrer de 2020, estão as empresas relacionadas à commodities e as do setor financeiro.

Confira quais foram as empresas mais lucrativas da Bovespa em 2020:

TickerEmpresaLucro Líquido (9 meses)Variação (%)
VALE3ValeR$ 21,9 bilhões+70,29%
BBAS3Banco do BrasilR$ 11,9 bilhões-23,79%
BBDC4BradescoR$ 11,7 bilhões-14,53%
SANB11SantanderR$ 11,4 bilhões-2,42%
ITUB4Banco ItaúR$ 10,5 bilhões-10,89%
ELET3EletrobrasR$ 8,0 bilhões-0,63%
ABEV3AmbevR$ 6,7 bilhões-15,02%
ITSA4ItaúsaR$ 5,2 bilhões-13,14%
VIVT3TelefônicaR$ 3,5 bilhões-1,07%
CPLE6CopelR$ 3,2 bilhões-8,5%

Fonte: GuiaInvest com dados de 23/12/2020.

Quer Investir em Boas Ações? Baixe Grátis o Relatório com as 3 Melhores Ações para Investir Hoje.

Ranking de Setores 2020

Confira quais foram os setores mais beneficiados durante à crise em 2020:

E-Commerce

A pandemia de COVID-19 contribui para que acelerasse o crescimento do setor do e-commerce em 2020.

As empresas precisaram se adaptar às mudanças nos hábitos de consumo de seus clientes, visto que grande parte dos brasileiros passaram a comprar on-line após a pandemia.

Assim, as ações das varejistas dispararam na bolsa, como foi o caso das ações da gigante Magazine Luiza (MGLU3) que ficaram entre as maiores altas da B3 em 2020.

Setor Financeiro

O setor financeiro foi um dos setores mais lucrativos durante a pandemia, devido a maior procura por capital de giro.

O Banco do Brasil (BBAS3), Bradesco (BBDC4), Santander (SANB11) e Banco Itaú (ITUB4) juntos lucraram R$ 45,5 bilhões durante os primeiros 9 meses de 2020.

Setor Farmacêutico

Durante a pandemia de coronavírus, as empresas farmacêuticas foram beneficiadas com a maior demanda por produtos farmacêuticos.

No período mais acentuado da pandemia em 2020, as ações da RaiaDrogasil era uma das únicas ações que apresentavam valorização.

Segundo o CEO da RaiaDrogasil, Marcílio Pousada, “a gente percebeu um movimento muito maior de clientes dos dias 10 a 23 de março”.

Em meio ao cenário de crise, a RaiaDrogasil (RADL3) aumentou seu Market Share no país, e viu seu faturamento crescer.

Quer Investir em Boas Ações? Baixe Grátis o Relatório com as 3 Melhores Ações para Investir Hoje.

Confira quais foram os setores mais impactados pela crise em 2020:

Setor aéreo 

O setor aéreo foi sem dúvida o setor mais impactado pela crise provocada pelo Covid-19 em 2020.

A queda do setor foi influenciada principalmente pela queda da demanda de viagens aéreas devido às medidas de restrição de isolamento social.

As empresas do setor aéreo foram as mais prejudicadas, pois além de lidar com a queda na demanda de viagens, os custos também foram bastante impactados pela alta do dólar.

Nesse contexto, a companhia aérea Azul (AZUL4) acumulou um prejuízo de aproximadamente R$ 10,5 bilhões em 2020, e suas ações acumulam uma das maiores baixas de 2020.

Setor de turismo

Devido a necessidade de adotar o distanciamento social e evitar aglomerações, o setor turismo foi bastante afetado.

As ações da CVC (CVCB3), maior operadora de viagens da América Latina, acumula uma das maiores desvalorizações de 2020.

Porém, apesar do prejuízo acumulado em 2020, a geração de caixa da CVC fechou na ordem de R$ 1,2 bilhão no acumulado de 2020, montante 5 vezes maior que o registrado em 2019.

Segundo o CEO da CVC Brasil, Leonel Andrade, “Confiança, é o termo que guiará a maior empresa de Turismo do Brasil rumo a uma retomada saudável e sólida neste que foi o ano mais desafiador da história da companhia”.

Setor de shopping centers

O setor de shopping centers foi bastante afetado pela crise em função das medidas restritivas de isolamento social que causaram o fechamento temporário dos estabelecimentos.

Segundo a Abrasce (Associação Brasileira de Shopping Centers), o Brasil voltou a apresentar 100% dos ativos em funcionamento apenas no final de agosto de 2020.

À vista disso, muitas ações de administradoras de shoppings foram impactadas, como as ações da empresa brMalls (BRML3) que acumula uma baixa de -45,24% em 2020.

No acumulado de 2020 (9 primeiros meses do ano), a brMalls acumula um prejuízo de R$ 493,3 milhões.

Quer Investir em Boas Ações? Baixe Grátis o Relatório com as 3 Melhores Ações para Investir Hoje.

Quais lições você vai levar de 2020?

A crise provocada pela pandemia de Covid-19,  trouxe algumas lições que irão nos proteger de futuras crises econômicas.

Uma delas, é a de diversificar parte de sua carteira em ativos que oferecem uma maior proteção em períodos de crise, como o dólar e o ouro.

A outra mais importante é a de adquirir ações a um preço justo de empresas com bons fundamentos, pois dessa forma sempre teremos uma margem de segurança na compra dos ativos.

Pensando nisso, eu selecionei as melhores oportunidades da bolsa, empresas de grande valor mas que por conta da volatilidade do mercado estão sendo negociadas a um preço baixo.

Para saber quais são as ações com ótimos fundamentos negociadas com desconto em relação ao seu preço justo, garanta a sua vaga na minha Carteira Ações para a Vida e receba o meu acompanhamento.

Mas se preferir investir por conta própria, baixe o checklist de 5 critérios para analisar uma ação, tenho certeza que vai lhe ajudar a tomar uma decisão mais assertiva.

Análise de Ações

O Que Ler Agora...

Mostrar Mais

PUBLICIDADE