As criptomoedas relacionadas ao metaverso aumentaram surpreendentes 37.000% este ano, excedendo em muito os ganhos do bitcoin, mostram os dados da Macro Hive.

Os dados foram baseados nos ganhos de cinco moedas: Axie Infinity (AXS), Decentraland (MANA), Sandbox (SAND), Enjin Coin (ENJ) e Gala (GALA), que subiram 20% apenas nos últimos sete dias.

Essas moedas fazem parte do metaverso, um termo para a próxima fase da internet onde as pessoas podem viver, trabalhar e se divertir no mundo digital. 

Pequenas versões do metaverso já começaram a surgir. O Axie Infinity, por exemplo, permite que os usuários joguem para ganhar criptografia. Em Decentraland, os jogadores podem possuir terrenos digitais e outros ativos.

O aumento do interesse pelo metaverso foi "turbinado" pela decisão do Facebook de mudar seu nome para Meta Platforms como um sinal de seu avanço na Internet do futuro.

A empresa de pesquisa com sede no Reino Unido classificou as criptomoedas em quatro categorias: 

  • bitcoin;
  • plataformas de contrato inteligente;
  • metaverso;
  • finanças descentralizadas (DeFi). 

Embora as moedas do metaverso tenham "desempenho claramente superior", aquelas relacionadas aos contratos inteligentes, que incluem aplicativos baseados em ethereum como solana (SOL), cardano (ADA), avalanche (AVAX) e polkadot (DOT), ficaram em segundo lugar, com uma alta de 2.355% em 2021. 

Em terceiro ficou as de DeFi, que conta com serviços como Uniswap e PancakeSwap construídos sobre redes blockchain. O grupo subiu 584% este ano, disse a Macro Hive. 

Bitcoin (BTC), a maior criptomoeda em valor de mercado, aumentou 97%, um ganho escasso quando comparado com o restante, disse a Macro Hive.

Fonte: Business Insider