O que é corporate bonds?

Corporate bonds (títulos corporativos) é um tipo de título de dívida emitido por uma companhia e vendido a investidores nos mercados financeiro e de capitais. 

É uma importante modalidade de financiamento para as empresas, e de aplicação financeira para as pessoas e fundos de investimento.

O corporate bonds permite às empresas obterem o capital de que necessitam e, em troca, o investidor recebe um pagamento de juros com uma taxa pré-estabelecida.

Essa taxa pode ser fixa ou variável.

Quando o título chega no fim do seu vencimento os pagamentos cessam e o investimento original é devolvido.

O preço do título e a taxa de juros são definidos pela capacidade de pagamento da empresa.

Isso, por sua vez, depende das perspectivas de receitas e lucratividade futuras. 

Para aumentar a credibilidade neste tipo de aplicação, é possível colocar os ativos físicos da empresa para serem usados ​​como garantia.

Ficou na Dúvida Sobre Investimentos? Baixe Grátis o Dicionário do Investidor.

Como funciona o corporate bonds?

Os corporate bonds são um tipo de produto financeiro muito utilizado nos EUA pelas corporações para financiarem seus empreendimentos.

Por lá, os corporate bonds são emitidos em blocos de U$ 1.000,00. 

Quase todos têm uma estrutura de pagamento de cupom padrão. 

O investidor recebe pagamentos regulares de juros do emissor até o vencimento do título, momento no qual o investidor recupera o valor de face do título. 

Os corporate bonds podem ter uma taxa de juros fixa ou uma taxa que flutua de acordo com as condições do mercado.

Normalmente, um emissor de corporate bonds conta com a ajuda de uma instituição financeira para subscrever e comercializar os títulos no mercado.

Os corporate bonds podem ter cláusulas de chamada para permitir o pagamento antecipado.

Isso é muito útil no caso das taxas de juros vigentes mudarem de forma tão drástica que a empresa pode preferir emitir novos títulos no mercado.

Os investidores também podem optar por vender títulos antes de seu vencimento. 

Há outras formas de adquirir corporate bonds.

Os investidores podem obter acesso a corporate bonds investindo em fundos de renda fixa ou comprando ETFs.

Antes de serem emitidos para investidores, nos EUA os corporate bonds são revisados ​​quanto à qualidade de crédito do emissor.

Isso é feito por uma ou mais agências de classificação. Nos EUA as mais comuns são a Standard & Poor's Global Ratings, a Moody's Investor Services e a Fitch Ratings.

Cada um tem seu próprio sistema de classificação, mas os títulos com classificação mais alta são comumente chamados de títulos com classificação Triple-A (ou AAA). 

Por apresentar risco baixíssimo, os títulos Triple-A possuem taxas de juros mais baixas.

Os títulos corporativos com classificação mais baixa são chamados de títulos de alto rendimento, pois possuem maior taxa de juros para compensar seu risco mais elevado. 

As classificações de títulos são vitais para alertar os investidores sobre a qualidade e estabilidade do título em questão. 

Consequentemente, essas classificações influenciam muito o comportamento dos investidores pois a ampla maioria confia muito nas análises destas agências. 

Qual o risco do corporate bonds?

Na hierarquia dos investimentos, os corporate bonds de alta qualidade são considerados um investimento relativamente seguro e conservador. 

Os investidores que criam carteiras equilibradas costumam adicionar estes tipos de corporate bonds para compensar os investimentos mais arriscados, como as ações. 

É comum, nos EUA, as pessoas investirem a maior parte de seus ativos em títulos corporativos para garantir uma renda na aposentadoria.

Apesar de serem mais seguros que a renda variável, os corporate bonds são considerados de maior risco quando comparados com os títulos do governo dos Estados Unidos. 

Dessa forma, as taxas de juros dos corporate bonds são quase sempre mais altas do que os títulos públicos. 

A diferença entre os rendimentos dos corporate bonds do tipo Triple-A e os títulos do Tesouro dos EUA é chamada de spread de crédito.