A Copel (CPLE6)  empresa que gera, transmite, distribui e comercializa energia, informou através de fato relevante nesta quinta-feira (28) o desempenho do mercado de energia da Copel no 1T22.

O mercado fio da Copel Distribuição, composto pelo mercado cativo, pelo suprimento a concessionárias e permissionárias dentro do Estado do Paraná e pela totalidade dos consumidores livres existentes na sua área de concessão.

Apresentou crescimento de 5,8% no consumo de energia elétrica no primeiro trimestre de 2022 em relação ao mesmo período do ano anterior.

Considerando os efeitos da energia compensada no consumo de Mini e Micro Geração Distribuída – MMGD, que passou de 136 GWh em 1T21 para 274 GWh em 1T22, com aumento de 101,7%, o crescimento do mercado fio registrou variação de 4,2% entre os períodos, já computado o Custo de Disponibilidade1 verificado para o mercado de Geração Distribuída.

Esse resultado é decorrente, principalmente, da energia consumida pelas classes: comercial com aumento de 12%, amplamente impactada pela retomada da atividade econômica a partir da flexibilização das medidas restritivas à mobilidade social de prevenção ao coronavírus, com reflexo no crescimento do consumo das atividades de comércio varejistas em 11,6%, com representatividade de 32,2% do consumo da classe.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

O comércio por atacado, exceto veículos automotores e motocicletas, em 6,6%, com representatividade de 13,9% do consumo da classe, e de alimentação em 15,2%, com representatividade de 6,2% do consumo da classe, bem como do crescimento da base de clientes da classe em 2,1%;

Residencial com aumento de 7,5% em função do aumento do consumo médio em 5,1% reflexo das maiores temperatura registradas no 1T22 com máxima média de 29,4°C ante ao 1T21 com máxima média de 27,9°C e do crescimento da quantidade de consumidores em 2,3%.

Melhores Negócios para Investir Hoje? Veja as 3 Empresas com Maior Potencial de Valorização na Bolsa.

E industrial com aumento de 2,2% em função do crescimento do consumo dos setores de fabricação de produtos alimentício em 6,4%, com representatividade de 36,3% do consumo da classe, fabricação de produtos de madeira em 5,1%, com representatividade de 9,0% do consumo da classe, e parcialmente compensada pela redução de 10,3% no consumo do setor de Papel e Celulose que possui representatividade de 11,6% da classe.

Resultado da Copel no Quarto Trimestre de 2021

resultado da Copel (CPLE6) no quarto trimestre de 2021 (4t21), divulgado no dia 23 de março, apresentou um lucro líquido de R$ 396,2 milhões no 4t21, uma baixa de -64,7% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

Ebitda da Copel atingiu R$ 942,9 milhões no 4t21, apresentando retração de -31,5% na comparação com o 4t20.

margem Ebitda da Copel totalizou 14,3% no 4t21, apresentando retração de -10,1 ponto percentual na comparação com o 4t20. 

Margem líquida da Copel atingiu 6,0% no 4t21, apresentando retração de -14,5 ponto percentual na comparação com o 4t20.

As ações da Copel (CPLE6) acumulam alta de 2,31% na bolsa de valores nos últimos 7 dias e alta de 32,03% nos últimos 12 meses.